Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

Maus-tratos

Gambá não volta para natureza, diz veterinária

29 AGO 2012Por VÂNYA SANTOS12h:00

Um gambá foi encontrado mutilado em Dois Irmãos do Buriti, na última sexta-feira. O animal silvestre apresentava sinais de queimadura, espancamento, teve dentes fraturados, unhas arrancadas e está cego.

A médica veterinária Deborah Nogueira da Silva, que atua no Centro de Vetores de Aquidauana e também é voluntária no núcleo regional do Abrigo dos Bichos, contou que o animal foi encontrado por moradores no centro de Dois Irmãos.

A responsável pelo Controle de Vetores da cidade, Valda da Silva, foi acionada e transportou o gambá até Aquidauana, onde ele foi tratado por Deborah. Segundo a veterinária, o bicho ainda precisa ser submetido a cirurgia, que será feita no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras), em Campo Grande, onde o animal chegou no final da manhã de hoje.

“Ele foi queimado e apanhou bastante. Estava com fratura nos dentes e ficou sem os caninos, que são a defesa dele. Um dos dentes perfurou sua língua. Ficou cego porque um olho foi queimado e a pálpebra do outro ficou tão ressecada, que ele não consegue abrir o olho. Ele também ficou sem as unhas e não volta mais para a natureza”, descreveu a voluntária.

Ainda conforme Deborah, o volume de gambás que entra nas casas em Dois Irmãos do Buriti e Aquidauana é grande. No entanto, os moradores têm que acionar o Corpo de Bombeiros ou a Polícia Militar Ambiental (PMA) para a retirada do animal silvestre. “Neste caso o bicho foi torturado, não morreu e ficou com sequelas”, lamentou.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também