quinta, 19 de julho de 2018

PAC

Futura ministra diz que ferrovias são fundamentais para melhorar logística

17 DEZ 2010Por AGÊNCIA BRASIL09h:16

A atual coordenadora-geral do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e futura ministra do Planejamento no governo da presidenta eleita, Dilma Rousseff, Miriam Belchior, afirmou hoje (17) que o transporte ferroviário é fundamental para a logística do país.

“Por isso, o governo Lula retomou os investimentos em ferrovia”, disse, durante entrevista a emissoras de rádio no programa Brasil em Pauta, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, em parceria com a EBC Serviços. Segundo ela, mais de 900 quilômetros de ferrovias foram construídos por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Ela admitiu problemas nas obras da Ferrovia Norte-Sul em pelo menos cinco lotes – três em Goiás e dois em Tocantins – causados por uma troca de empresas. As mudanças provocaram atrasos na entrega de trechos previstos para serem inaugurados ainda este ano. A nova previsão é que essas obras sejam concluídas em abril de 2011. A coordenadora do PAC se referiu à ferrovia como “a espinha dorsal” do transporte ferroviário brasileiro.

“Um dos grandes legados do PAC 1 é exatamente o aumento das ferrovias. Estamos fazendo não só o prolongamento da Norte-Sul, mas temos obras em andamento na Transnordestina e na ferrovia Oeste-Leste”, disse. “Dilma dará continuidade à execução dessas obras. Vai ter geração de emprego e de renda muito grande e isso vai contribuir de forma efetiva para a continuidade do desenvolvimento”, completou.

Leia Também