Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Situação precária

Funcionários reclamam de estrutura precária

2 JUL 10 - 06h:25
São 35 funcionários na coordenação da Funai em Campo Grande. No prédio, localizado na Avenida Calógeras, são três andares e apenas um telefone para todos os funcionários utilizarem, que fica no andar térreo. “Se alguém quiser falar ao telefone lá, e está em outros andares, tem de descer ao térreo”, disse um dos funcionários, que ainda denuncia: “não há nem água para beber ”.   
 
Faltam equipamentos de trabalho, assim como atribuições aos funcionários. “Há ótimos profissionais na coordenação que não são aproveitados para nada, quando há muito a se fazer”, diz o diretor do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado, Juracy Almeida Andrade.  

Em carta enviada ao sindicato, nesta quinta-feira, funcionários da Funai em Campo Grande atribuem a atual situação ao descaso da presidência e à “desastrosa reestruturação do órgão indigenista praticada pelo atual dirigente máximo da Funai”. Entre elas, está a extinção de postos indígenas nas aldeias, o que garantia uma fiscalização mais próxima das terras indígenas.

Recentemente, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) denunciou o roubo de gado e de madeira da reserva Kadwéu, na Serra da Bodoquena (MS), que tinha posto indígena, mas que foi transferido para o núcleo da Funai em Bonito.

Além de Campo Grande, ainda há coordenação em  Dourados e Ponta Porã, enquanto Bonito e Amambai são núcleos da Funai no Estado. A Capital e Dourados estão sob coordenação substituta e a presidência do órgão ainda não se manifestou a respeito da nomeação de titulares para os cargos. “Quem perde são as comunidades indígenas no Estado”, disse o presidente do sindicato. (MR)
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Felpuda

BRASIL

Envolvimento de agentes de saúde pode acelerar diagnóstico de câncer

BRASIL

Tratamento para doenças raras precisa de investimentos em pesquisa

BRASIL

Motorista embriagado invade lanchonete, atropela 4 e mata jovem

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião