Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

UFC

Fui obrigado a desistir de luta, diz Belfort

1 MAR 14 - 00h:00band

Logo após ver seu nome fora do UFC 173, quando enfrentaria o atual campeão dos médios Chris Weidman, Vitor Belfort utilizou as redes sociais para negar a informação de que ele desistiu, por conta própria, de encarar o americano no próximo dia 24 de maio, em Las Vegas, nos Estados Unidos. De acordo com o brasileiro, ele foi obrigado a abandonar o combate – dando lugar ao compatriota Lyoto Machida.

“Nunca desisti de lutar no UFC 173 e nunca falei isso”, escreveu Belfort. “O que anunciei foi que estarei ‘desistindo do TRT’ e não ‘desistindo da luta’ para continuar o meu sonho de lutar”, completou o lutador.

“O UFC decidiu colocar outro oponente em meu lugar pelo fato de eu não ter tempo hábil de me adequar às novas regras da NSAC (Comissão Atlética de Nevada, em português). Segundo o UFC, enfrentarei o vencedor de Weidman x Lyoto dentro dos novos regulamentos de todas as Comissões Atléticas”, completou Belfort.

A saída de Belfort do confronto com o algoz de Anderson Silva se deu após a NSAC (Comissão Atlética de Nevada, em português) proibir o uso do TRT (Tratamento para Reposição de Testosterona) – do qual ele é adepto – em competições esportivas no Estado americano.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

OPINIÃO

Raul Spitz: "Falar sobre o suicídio é proporcionar vida"

Psicólogo e consultor pedagógico do Laboratório Inteligência de Vida (LIV)
Teste da nova BMW R 1250 GS Adventure
CORREIO VEÍCULOS

Teste da nova BMW R 1250 GS Adventure

Felpuda

NOVO SISTEMA

Pedidos de refúgio no Brasil podem ser feitos apenas pela internet

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião