Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FUNCIONÁRIOS GREVISTAS

Frigorífico pagará <br>R$ 300 mil por demissões

Frigorífico pagará <br>R$ 300 mil por demissões
23/01/2014 10:50 - DA REDAÇÃO


Em ação movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), a Justiça sentenciou o frigorífico JBS S.A. de Naviraí ao pagamento de R$ 300 mil em danos morais por demissões discriminatórias. A empresa foi condenada pela dispensa em massa de grevistas, por divulgar informações desabonadoras e impedir o acesso de ex-empregados.

Segundo o MPT, as investigações comprovaram que a empresa realizou demissões em massa de empregados que participaram do movimento grevista, ocorrido em 2011, e que a empresa adotou procedimento para impedir o acesso de pelo menos um trabalhador às instalações do JBS, nem mesmo contratado por empresas terceirizadas. Em 2008, também houve, aproximadamente, 200 demissões motivadas pela greve.

O frigorífico JBS foi condenado a não demitir, sem justo motivo, os trabalhadores que venham a aderir a greves e não divulgar informações desabonadoras acerca da conduta de empregados. A empresa não poderá impedir o acesso de ex-empregados que prestem serviços a empresas terceirizadas. Caso as obrigações expressas na condenação sejam descumpridas a multa será de R$ 30 mil por empregado prejudicado.

í.

Felpuda


Acontecimentos policiais de grande repercussão deverão refletir seriamente na jornada de uns e de outros. Os cortes nos “tentáculos do polvo” os deixaram sem respaldo para enfrentar a maratona que há tempos participam, e com sucesso. Ao mesmo tempo que ficaram sem o aconchego financeiro, afastaram-se do abraço, até então muito amigo, preocupados com o ditado popular que afirma:  “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és”.