Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CORNUCÓPIA

Fraudes em holerites causaram rombo de R$ 12 mi

8 JAN 14 - 00h:00DA REDAÇÃO

Reportagem na edição de hoje (08) do jornal Correio do Estado mostra que fraudes nos holerites de servidores da prefeitura de Corumbá com o propósito de contratar empréstimos consignados na Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil provocaram um rombo nos cofres do município que beira a casa dos R$ 12 milhões, estimam os investigadores da trama, desmontada em novembro passado pela Polícia Federal e o Ministério Público Estadual (MPE).

Até o fim do ano, presumia-se que o prejuízo girava em torno de R$ 5 milhões.

As operações financeiras ocorreram entre os anos de 2007 e 2012, período que a cidade era administrada pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, do PT, contaram os investigadores.

Por enquanto, o foco da apuração centra as atenções em 80 dos 380 servidores que até dezembro de 2012 eram comissionados. Contudo, há fortes indícios que incluem na relação dos suspeitos também servidores de carreira, informaram os investigadores.

Segundo a reportagem de Celso Bejarano, Ruiter, prefeito de Corumbá por duas vezes (2005-2012), é também sondado na apuração. Pelo divulgado oficialmente até agora, agia diretamente na conspiração a então chefia do Departamento de Recursos Humanos da prefeitura.  

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta segunda-feira: "Aonde estão as autoridades?"

ARTIGO

Rolemberg Estevão de Souza: "Prósul: uma iniciativa promissora para os interesses nacionais"

Diplomata
OPINIÃO

Normann Kallmus: "Previdência: o insustentável peso da realidade"

Economista-chefe da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande
PREFEITURA

Atos Oficiais do município de Campo Grande 22/04/2019

Mais Lidas