Segunda, 11 de Dezembro de 2017

CORNUCÓPIA

Fraudes em holerites causaram rombo de R$ 12 mi

8 JAN 2014Por DA REDAÇÃO00h:00

Reportagem na edição de hoje (08) do jornal Correio do Estado mostra que fraudes nos holerites de servidores da prefeitura de Corumbá com o propósito de contratar empréstimos consignados na Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil provocaram um rombo nos cofres do município que beira a casa dos R$ 12 milhões, estimam os investigadores da trama, desmontada em novembro passado pela Polícia Federal e o Ministério Público Estadual (MPE).

Até o fim do ano, presumia-se que o prejuízo girava em torno de R$ 5 milhões.

As operações financeiras ocorreram entre os anos de 2007 e 2012, período que a cidade era administrada pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, do PT, contaram os investigadores.

Por enquanto, o foco da apuração centra as atenções em 80 dos 380 servidores que até dezembro de 2012 eram comissionados. Contudo, há fortes indícios que incluem na relação dos suspeitos também servidores de carreira, informaram os investigadores.

Segundo a reportagem de Celso Bejarano, Ruiter, prefeito de Corumbá por duas vezes (2005-2012), é também sondado na apuração. Pelo divulgado oficialmente até agora, agia diretamente na conspiração a então chefia do Departamento de Recursos Humanos da prefeitura.  

Leia Também