RECEITA FEDERAL

Fraudes causam rombo de <br> R$ 2,5 milhões

Fraudes causam rombo de <br> R$ 2,5 milhões
01/09/2012 00:00 - ADRIANA MOLINA


Fraudes em cerca de 300 declarações de Imposto de Renda (IR) de Mato Grosso do Sul, somando cerca de R$ 2,5 milhões sonegados, foram descobertas pela Receita Federal numa operação, denominada “No Limite”. Ontem(31), o órgão, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Polícia Federal, executaram três mandados de busca e apreensão em escritórios de contabilidade de Campo Grande que transmitiram o documento com irregularidades ao Fisco – computadores, recibos e notas fiscais foram recolhidos para perícia.

De acordo com a Receita, a operação ganhou o nome porque os fraudadores testavam os limites que determinavam se uma declaração cairia ou não na malha fina. Eles agiam fazendo várias retificações, até que elas fossem aceitas sem restrições. “Como o site informa qual o problema que levou a declaração à malha fiscal como, por exemplo, recibo médico, eles iam modificando os dados e reenviando”, explica o delegado do órgão na Capital, Flávio de Barros Cunha.

Leia mais no jornal Correio do Estado

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".