SUSPENSO

Franco ironiza saída do Paraguai do Mercosul e Unasul

Franco ironiza saída do Paraguai do Mercosul e Unasul
30/06/2012 18:30 - agência brasil


Depois de ter sido suspenso provisoriamente do Mercosul e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), o novo presidente do Paraguai, Federico Franco, ironizou a medida ao dizer que seu país vai economizar dinheiro ao deixar de ir às cúpulas dos dois blocos regionais.

Segundo ele, a suspensão não afetará a economia do Paraguai. “Vamos ficar aqui e trabalhar. Não vamos viajar, não vamos ter recepções e coquetéis, será muito bom para todo o país”, disse Franco, informou a agência pública de notícias do Paraguai, IP Paraguay.

Os presidentes do Brasil, Uruguai e da Argentina decidiram, ontem (29), suspender o Paraguai de participar das atividades do Mercosul até as novas eleições gerais no país, marcadas para abril de 2013. A Unasul, formada pelos integrantes do Mercosul e mais oito nações sul-americanas, também afastou os paraguaios temporariamente do bloco. Os grupos não adotaram sanções econômicas ao Paraguai.

A suspensão foi uma resposta ao processo de impeachment de Fernando Lugo, que vem isolando o Paraguai na região. As nações vizinhas questionaram a rápida velocidade com que os deputados e senadores aprovaram a destituição de Lugo da presidência. Franco, que era vice de Lugo, assumiu o comando do governo. O Partido Liberal, ao qual Franco é filiado, rompeu a aliança com o governo de Lugo.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".