Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Foto no Oscar foi jogada de marketing da Samsung, diz jornal

Foto no Oscar foi jogada de marketing da Samsung, diz jornal
05/03/2014 23:00 - Folhapress


Mais retuitada do que a famosa foto do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, abraçando sua esposa, Michelle, após a reeleição, em 2012, o autorretrato "espontâneo" comandado pela apresentadora Ellen DeGeneres durante a cerimônia de entrega do Oscar 2014 não teria passado de uma jogada de marketing da Samsung, de acordo com o "Wall Street Journal".

A chamada "selfie", na qual DeGeneres aparece ao lado de astros como Bradley Cooper, Angelina Jolie, Brad Pitt, entre outros, faria parte de um acordo da empresa com a organização da festa e segundo o qual o smartphone Galaxy Note 3 seria "integrado" à cerimônia.

A foto foi compartilhada mais de três milhões de vezes em cerca de duas horas durante a transmissão da 86ª edição do Oscar.

A Samsung teria desembolsado US$ 20 milhões em anúncios a serem veiculados durante a cerimônia. Segundo fontes ouvidas pelo "Wall Street Journal", a empresa entregou à emissora ABC, responsável pela transmissão do Oscar, smartphones para serem usados durante a cerimônia e obteve a promessa da TV de que os aparelhos seriam exibidos.

Nas semanas que antecederam o evento, a apresentadora teria tido a ideia de tirar "selfies" durante o Oscar e, de acordo com o jornal, a "ABC" teria sugerido que ela usasse um smartphone da Samsung, já que a empresa estava patrocinando a festa.

Executivos da sul-coreana chegaram a treinar DeGeneres sobre como usar o Samsung Galaxy. A estratégia teria surtido efeito, pois em determinado momento da cerimônia a Samsung chegou a receber 900 menções por minuto no Twitter, mesmo a marca não tendo sido mencionada durante a exibição da cena do "selfie".

Procurada pelo "Wall Street Journal", a Samsung não quis comentar detalhes de seu acordo com a emissora. Vale lembrar que, durante a cerimônia, a apresentadora postou fotos com seu aparelho iPhone, da concorrente Apple. 

Felpuda


Tudo indica que o MDB não conseguiu convencer o PSDB de iniciar namoro com vistas a casamento nas eleições, e a ideia teria sido descartada. Os tucanos demonstraram que o problema deles não é o cargo: os emedebistas ofereceram a vaga de vice na disputa à Prefeitura de Campo Grande, a mesma cobiçada pelos tucanos, mas na chapa do PSD do atual prefeito. A questão, politicamente falando, seria, digamos, o oferecido “noivo”. Afe!