Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

Fórmula 1 chega à Coreia do Sul com algumas críticas

22 OUT 2010Por Yeongam, Coreia do Sul01h:15



A Fórmula 1 chega à Coreia do Sul neste fim de semana para um prova decisiva, mas até ontem, momentos antes da abertura da pista para os primeiros treinos, os operários ainda trabalhavam nos últimos ajustes.
A construção do circuito consumiu US$ 275 milhões em três anos, mas ainda não acabou a um dia do início das atividades no circuito de Yeongam. A chuva prejudicou o andamento das obras e fez com que o asfalto só fosse finalizado na semana passada. Devido ao pouco tempo de cura e secagem, há risco de rachaduras que podem comprometer a superfície.
Até o promotor da corrida na Coreia, Yung Cho Chung, admitiu dificuldades: “A pista em si está boa, mas não estou feliz com o resto porque estamos dois meses atrasados em relação à programação. Então não houve tempo para tudo. Pedimos desculpas ao público, porque, quando a corrida começar, só haverá asfalto preto e carros”.
Entre os pilotos, o brasileiro Rubens Barrichello gostou da primeira impressão que teve da pista. “Tem sempre aquela expectativa de ver pela primeira vez o circuito, mas achei a pista bem legal. A infraestrutura está aquém do ideal, mas o traçado parece ser bem bacana e estou otimista”, comentou.
O GP da Coreia de Fórmula 1 acontece às 3h da madrugada de domingo (horário MS).   Amanhã, às 2h da manhã (MS), será definido o grid de largada.

Leia Também