POLÍTICA

Força de vontade é o diferencial

Força de vontade é o diferencial
26/01/2010 06:59 -


Segundo a pedagoga Heda Corrêa Veloso, profissional de uma escola que oferece a EJA – Educação para Jovens e Adultos (leia box) não há faixa etária que comprometa o aprendizado. “O que mais interfere na vida escolar da pessoa não é a sua idade, mas a vontade dela em aprender”, compara. “Muitas pessoas que chegam aqui, são jovens, mas não têm propósito de aprender, não se dedicam. Ao passo que temos alunos mais velhos que aproveitam muito bem o curso, passam nas provas com mais facilidade até”, descreve. Além da capacidade cognitiva depender da vontade de cada um, uma vantagem que só os mais velhos têm são os conhecimentos práticos adquiridos ao longo da vida. Ao se sentar no banco da escola, este público vai descobrindo teorias para o que, na prática, ele já conhece. “Isso facilita o aprendizado dos mais velhos porque eles estabelecem vínculos entre teoria e as experiências da vida. Assim, o conteúdo é mais facilmente assimilado”, explica. (MR)
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".