quinta, 19 de julho de 2018

VIOLÊNCIA

Foragido é executado a tiros no Guanandy

15 OUT 2010Por 07h:40

karine cortez

Foragido da Colônia Penal Agrícola (CPA) de Campo Grande desde abril deste ano, Alberto Diniz Penha Debesa, 19 anos, foi executado com dois tiros na cabeça. O assassinato aconteceu na noite de quarta-feira, no Bairro Guanandy, na Capital.
O crime foi registrado nas proximidades de uma lanchonete onde o rapaz estava.  O corpo dele foi encontrado no cruzamento das ruas Perituba com Valeriano Maia. A vítima morava nas imediações do local do homicídio.
Testemunhas disseram à polícia que a vítima havia saído da lanchonete, por volta das 23h50min, e foi surpreendida por dois homens num veículo Fiat Uno Mille, de cor escura. O passageiro desceu do carro e desferiu dois tiros na cabeça de Alberto.
O rapaz chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Posto de Saúde do Bairro Guanandy, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada de ontem.

Suspeita
Agentes do Serviço de Investigação Geral (SIG) da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), onde o caso foi registrado, estão investigando o crime e suspeitam que os autores do homicídio sejam traficantes que distribuem drogas na região. Testemunhas relataram que momentos antes do crime um homem em atitude suspeita passou pelo local, acreditando-se que estivesse sondando se Alberto Debesa estava na área.
Os registros da Polícia Civil apontam que Alberto já teve várias passagens pela polícia pelos crimes de roubo, quando era menor de idade, e depois que completou 18 anos foi preso por tráfico de drogas, porte de droga para consumo e porte ilegal de arma.
As investigações encontram-se em andamento, mas a polícia tem encontrado dificuldades de informações quanto a possíveis características dos assassinos,  uma vez que em se tratando de crimes dessa natureza, com suspeitas de envolvimento de traficantes de drogas, pessoas da comunidade evitam dar detalhes.

Leia Também