Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

Ponta Porã

Foragido é capturado em periferia

5 JUN 2011Por Mercosul News09h:34
Operação conjunta realizada na manhã de ontem (4) entre agentes do SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Ponta Porã e do Garras (Grupo Armado de Repressão a Roubos, Assaltos e Seqüestros) de Campo Grande, culminou com a captura de Eduardo Romano Costa, que seria membro da organização criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Eduardo foi localizado através do serviço de inteligência do Garras numa residência do bairro Residencial Ponta Porã, na periferia da cidade. Ele estava preso na Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, acusado de participação no atentado contra o senador paraguaio Robert Acevedo (PLRA).

No dia 2 de maio último ele e outros cinco presos, que também seriam integrantes do PCC, foram resgatados por um grupo armado que invadiu a penitenciária e deu fuga aos seis elementos. Apesar de estar sendo processado em Pedro Juan Caballero, Costa não foi extraditado para o vizinho país, por ser de nacionalidade brasileira.

Desde a fuga a polícia vinha investigando informações de que os foragidos do presídio de Pedro Juan estariam escondidos em Ponta Porã. Esta semana a Delegacia Especializada de Homicídios, de Campo Grande, confirmou a veracidade da informação e solicitou ao Garras e à Polícia Civil local que fizessem a captura.

Eduardo Romano Costa é foragido de São Paulo, onde é acusado por crime de homicídio.  Mesmo preso do lado brasileiro, ele responderá pelos crimes dos quais é acusado no Paraguai e pode inclusive ser condenado.

Leia Também