Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 13 de dezembro de 2018

Fora da Olimpíada, gêmeas do nado chegam a Londres e criticam critério

28 JUL 2012Por TERRA18h:00

Bia e Branca Feres, as gêmeas brasileiras do nado sincronizado, não disputarão a Olimpíada de 2012, em Londres. Mesmo assim, desembarcaram neste sábado na capital inglesa, onde trabalharão na divulgação de produtos e atletas de uma fabricante alemã de material esportivo. No Aeroporto de Heathrow, as duas chegaram sem muito alarde, mas criticando os critérios da classificação olímpica e assegurando: ainda pensam em disputar a Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro.

Ex-integrantes do time que disputa a modalidade por equipes, e que ficou fora da Olimpíada de 2012, as duas viram a classificação de somente oito equipes, tendo uma de cada continente e ainda a anfitriã, como injusta. Segundo elas, seria necessário haver mais vagas, de forma a contemplar outros países que acabam ficando fora em detrimento de outros continentes. 

"O que acaba acontecendo é que a Olimpíada é a competição mais fraca do nado sincronizado. Toda final de nado sincronizado tem 12 países; na Olimpíada tem oito, e não são os oito melhores. Tem que ir um de cada continente. A Austrália não é forte no nado, o Egito vai representando a África. Vários países bons ficam fora. Não é justo", desabafou Branca.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também