Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

LIBERTADORES

Fluminense admite situação crítica

25 FEV 11 - 00h:00ESTADÃO

A situação do Fluminense na Libertadores não é nada confortável. Com apenas dois pontos ganhos em dois jogos, ambos em casa, a classificação para a segunda fase está ameaçada. O time de Muricy Ramalho terá de decidir seu futuro fora do Rio. Serão três compromissos nos domínios adversários em quatro rodadas, a começar com o América-MEX, no Estádio Azteca, na próxima quarta-feira.  

Apesar da dificuldade que se vislumbra, jogadores e técnico estão confiantes em obter uma das duas vagas, procuraram adotar um discurso de tranquilidade e evitaram falar em crise depois do frustrante empate por 0 a 0 com o Nacional-URU, no Engenhão. Segundo os tricolores, o time está em evolução.  

"A defesa, no meu modo de ver, vem se comportando bem. Nossa equipe teve uma postura diferente. Por isso a comissão técnica e os jogadores saíram satisfeitos, mas é claro que o resultado não foi aquele que nós queríamos. Nós compreendemos bem o anseio do torcedor. Ele quer ver o time vencendo, ainda mais porque estamos vindo de um título nacional. Mas é com trabalho que vamos nos recuperar", comentou o goleiro Ricardo Berna, em entrevista à Rádio Brasil.

Para a crucial partida contra os mexicanos, o Muricy espera contar com dois reforços importantes para o ataque, setor problemático no empate com os uruguaios. A expectativa é pelo retorno de Fred e Emerson. O primeiro machucou a panturrilha no último sábado, contra o Boavista, e os médicos tricolores estão otimistas. O segundo, porém, não atua desde o ano passado e carece de ritmo de jogo. Deve ser aproveitado a partir do banco de reservas.  

"O grande problema que (o Emerson) tinha eu acho que já foi solucionado, que foi o edema ósseo. Ele não conseguia bater na bola. Nesse tempo todo, treinou a parte física na academia e na piscina. Vamos sentir o jogador até o fim de semana. Tem que ser pouco a pouco o retorno", antecipou Muricy.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

OPINIÃO

Calos Lopes dos Santos: "Primeiro a educação, depois as leis"

Advogado

Felpuda

BRASIL

Após novo caso, Brasil perderá status de país livre do sarampo

BRASIL

Delegado da Baixada Fluminense atuará na 2ª fase do caso Marielle

Mais Lidas