Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

DESMATAMENTO

Floresta amazônica perdeu 84 Parques Ibirapuera em 2 meses

8 FEV 2011Por DA REDAÇÃO08h:15

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) informou no último dia 1º que detectou 134,9 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal em novembro e dezembro de 2010. A área equivale a cerca de 84 vezes o tamanho do Parque Ibirapuera, em São Paulo, ou a mais de três vezes o Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Mais de dois terços da devastação aconteceu em Mato Grosso e no Pará nesse período. Mato Grosso lidera com 49,8 quilômetros quadrados, seguido pelo Pará com 42,7 quilômetros quadrados. A Amazônia passa por sua época chuvosa neste momento e, por isso, o Inpe tem divulgado os dados da devastação bimestralmente.

O instituto, sediado em São José dos Campos (SP), ressalta que em função da cobertura de nuvens, variáveis de um mês para outro e, também, da resolução dos satélites, os dados do Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) não representam medição exata do desmatamento mensal na região.

A comparação do período entre agosto a dezembro de 2009 com os mesmos meses em 2010 trazem o que pode ser um indicativo de estagnação na redução da devastação da região: no ano passado o Deter detectou 1.236,5 quilômetros quadrados de floresta desmatada ou degradada nesses meses, enquanto no ano anterior foram 1.145 quilômetros quadrados. Comparando apenas os meses de novembro e dezembro de 2009 e 2010, há um aumento, já que no ano retrasado foram detectados 72,1 quilômetros quadrados de devastação neste bimestre, contra os 134,9 divulgados no dia 1º. 

Leia Também