Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

direitos de imagem

Flamengo não cumpre acordo com Deivid

27 JUL 2012Por band00h:00

A promessa feita pela presidente Patricia Amorim em reunião para tratar da dívida milionária com Deivid não está sendo cumprida. Há cerca de um mês, a mandatária e o diretor de futebol Zinho procuraram o atacante para costurar um acordo a fim de diminuir o débito e garantiram que o clube voltaria a pagar os direitos de imagem. Até o momento, porém, os meses de junho e julho ainda não foram depositados e a dívida, que era de mais de R$ 8 milhões, chega próximo a R$ 9 milhões.

“O acordo não está sendo cumprido. Até o momento nada foi pago. O Deivid está tendo uma boa vontade, vem se dedicando e chegou a se lesionar treinando. O que não entendemos é como um clube quer contratar Diego, Riquelme pagando um salário de quase R$ 1 milhão, sem antes acertar o que deve, mas vamos aguardar. Se o Flamengo prefere assim”, explicou o procurador de Deivid, Felipe Carrilho.

Desde que Deivid acionou o Flamengo na Justiça Cível, no dia 30 de janeiro deste ano, para cobrar os dois anos de direitos de imagem (maior parte do salário do atacante), o clube parou de pagar essa fatia dos vencimentos do camisa 9. Ele só vem recebendo salários em carteira (regime de CLT). São 24 meses de pagamentos de imagem atrasados.

“Por enquanto ainda não cogitamos entrar na Justiça do Trabalho para conseguir a liberação. O Deivid quer cumprir o contrato e é flamenguista. Vamos aguardar. Ainda não estipulamos um limite para o Flamengo pagar o que deve”, esclareceu Carrilho, que afirmou que o atacante não recebeu propostas de outros clubes.

Foi passado para a diretoria do Flamengo que qualquer tipo de acordo, referente ao valor cobrado na Justiça, só poderia ser resolvido em juízo.

“Não existe nenhum tipo de acordo. Eu nunca fui procurada para negociar a dívida. E se o Flamengo quiser propor qualquer tipo de acordo, tem que ser feito judicialmente”, explicou a advogada de Deivid, Marisa Alija Ramos.

O atacante não anda satisfeito com a situação no Flamengo e chegou a reclamar publicamente ao torcer o tornozelo direito em um buraco do campo do CT Ninho do Urubu.

“Pisei em um buraco no treino de terça-feira e a dor foi bem forte. Pensei até que a coisa tinha sido grave. Felizmente, os médicos me disseram que não houve nenhum comprometimento dos ligamentos - afirmou Deivid, que só deve ser liberado em 20 dias para voltar aos treinos e está fora da partida contra a Portuguesa, nesta quinta-feira”.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também