Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CARIOCA

Flamengo enfrenta o Macaé no Rio

Flamengo enfrenta o Macaé no Rio
17/04/2011 00:01 - gazeta press


Já classificado para as semifinais da Taça Rio, o Flamengo vai encarar o Macaé, neste domingo, no Raulino de Oliveira, tentando bsucar a primeira colocação do grupo A do segundo turno do Campeonato Carioca. Com 15 pontos, os rubro-negros estão um ponto atrás do Vasco, que terá o confronto contra o Olaria no mesmo horário.

Para preservar alguns jogadores que estão com dois cartões amarelos, o técnico Vanderlei Luxemburgo vai poupar o lateral-direito Léo Moura, o zagueiro Wellinton e o volante Willians. Além deles, o zagueiro David está suspenso e não vai estar em campo em Volta Redonda. Com isso, o lateral-direito Galhardo, os zagueiros Jean e Ronaldo Angelim, além do volante Fierro vão ganhar um chance entre os titulares.

Quem chegou a ser dúvida durante a semana foi o atacante ROnaldinho Gaúcho. O jogador não participou de alguns treinamentos esta semana por conta de uma bolha no pé. No entanto, ele está recuperado e garantido no confronto.

O meia Renato Abreu afirmou que mesmo com um time misto, os jogadores que vão entrar contra o Macaé tem a total confiança de todos no elenco.

- Independente de quem for jogar, o Flamengo vai atuar da melhor maneira possível e definir a nossa posição no grupo - disse.

No Macaé, o clima é de fim de festa. O empate com o América-RJ na rodada passada garantiu a equipe da Região dos Lagos na primeira divisão na próxima temporada. Mesmo assim, a equipe deverá reperitr a escalação do último fim de semana. Após esta jogo, o elenco terá um período sem atividade até o início da Série C do Campeonato Brasileiro, em julho.

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...