Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

30 NOMES

Flamengo divulga lista da Libertadores sem Elias

Flamengo divulga lista da Libertadores sem Elias
11/02/2014 00:00 - band


O Flamengo divulgou a lista dos 30 nomes que foram inscritos para disputar a Copa Libertadores da América. A ausência ficou por conta de Elias, que está em imbróglio com o Sporting, de Portugal.

A principal novidade dos nomes que foram enviados para Conmebol é Recife, volante de 19 anos e capitão da equipe que disputou a Copa São Paulo.

Além de Elias, outra ausência foi a do chileno Marcos González.

A relação define também a numeração fixa para temporada, e o argentino Lucas Mugni ficou com a camisa 10. Carlos Eduardo segue com a 20.

Alguns jogadores optaram por manter os números da temporada passada, casos de Wallace, Paulinho e André Santos, que vestem 14, 26 e 27, respectivamente. Everton, com a 22, também escolheu seu número de sorte.

Outra opção do Flamengo que pode chamar a atenção do torcedor é a inscrição de quatro goleiros: Felipe, Paulo Victor, César e Luan.

O Flamengo pode trocar até três nomes inscritos do fim da primeira fase até 48 horas antes do início de uma possível quartas de final. O número sobe para cinco caso avance às semis.

A lista de inscritos do Flamengo:

Goleiros: 1-Felipe, 12-Paulo Victor, 24-César e 28-Luan

Laterais: 2-Léo Moura, 21-Léo, 27-André Santos e 16-João Paulo

Zagueiros: 4-Samir, 14-Wallace, 3-Chicão, 6-Erazo e 13-Welinton

Volantes: 25-Amaral, 15-Muralha, 23-Feijão, 5-Cáceres e 30-Recife

Meias: 20-Carlos Eduardo, 10-Lucas Mugni, 17-Gabriel, 7-Elano, 8-Rodolfo e 22-Everton

Atacantes: 9-Hernane, 26-Paulinho, 11-Negueba, 19-Alecsandro e 29-Nixon

Felpuda


Tudo indica que o MDB não conseguiu convencer o PSDB de iniciar namoro com vistas a casamento nas eleições, e a ideia teria sido descartada. Os tucanos demonstraram que o problema deles não é o cargo: os emedebistas ofereceram a vaga de vice na disputa à Prefeitura de Campo Grande, a mesma cobiçada pelos tucanos, mas na chapa do PSD do atual prefeito. A questão, politicamente falando, seria, digamos, o oferecido “noivo”. Afe!