Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPEONATO BRASILEIRO

Flamengo bate Figueirense e reencontra vitória

Flamengo bate Figueirense e reencontra vitória
08/08/2012 23:14 - terra


Demorou um pouco, mas o Flamengo conseguiu se reabilitar no Campeonato Brasileiro. A equipe carioca foi até Santa Catarina nesta quarta-feira à noite e venceu o Figueirense, por 2 a 0, pela 15ª rodada do Brasileiro. Com o triunfo, conquistado após cada equipe ter uma expulsão ainda no primeiro tempo, o Flamengo encerrou a série de quatro partidas sem vitórias. Já os dois gols de Vagner Love encerram o jejum de oito partidas sem gols do atacante.

Os três pontos desta rodada colocam o time rubro-negro na 10ª posição, com 19 pontos. O Figueirense, por sua vez, continua na lanterna isolada, com apenas oito. Na próxima rodada, o Flamengo recebe o Náutico, no sábado, às 21h (horário de Brasília), enquanto o clube catarinense visita o Sport, no mesmo dia, às 18h30.

Sem ainda poder contar com o novo contratado Liedson, Dorival Junior fez questão de mudar a equipe para se reencontrar com a vitória. No meio-campo, Renato Abreu recuperou a titularidade, enquanto que Negueba e Thomás ganharam vaga no time titular, mudando a formação do time carioca para o 4-3-3. Outro que voltou ao onze inicial foi o goleiro Felipe.

Sem vencer no Campeonato Brasileiro desde a primeira rodada, o Figueirense foi para campo com pressão da torcida, que pichou os muros do Orlando Scarpelli desde o início da semana. Por isso, o treinador Hélio dos Anjos realizou cinco mudanças no time: nas laterais, Doriva, barrado, e Guilherme Santos, suspenso, deram lugar a Léo e Marquinhos, enquanto que no meio foram três mudanças: saíram Túlio, Guilherme Lazaroni e Pittoni, e entraram João Paulo, Claudinei e Roni.

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.