Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OPERAÇÃO CARNAVAL

Fiscalização da PRF terá 25 bafômetros e 23 radares em MS

Fiscalização da PRF terá 25 bafômetros e 23 radares em MS
28/02/2014 10:30 - VÂNYA SANTOS E DANIELLA ARRUDA


A Operação de Carnaval da Polícia Rodoviária Federal (PRF) deste ano contará com 400 agentes nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul, além de 25 bafômetros e 23 radares, sendo oito deles portáteis e com dispositivo que grava imagem dos veículos. Detalhes da ação que será desenvolvida até a meia-noite do próximo dia 5 foram repassadas na manhã desta sexta-feira (28), durante o lançamento da operação, que aconteceu no km 479 da BR-163, entre as saídas para Três Lagoas e São Paulo, em Campo Grande.

Durante o lançamento, policiais abordaram motoristas, que foram submetidos ao teste do bafômetro. Outros condutores foram convidados para assistir ao Cinema Rodoviário. O filme educativo sobre conscientização no trânsito foi exibido no interior de um ônibus multissessão

Fiscalização
De acordo com a PRF, os agentes intensificarão a fiscalização nas rodovias federais que passam pelas cidades de Três Lagoas, Corumbá, Campo Grande, Jardim, Sidrolândia e Dourados porque são regiões que dão acesso a pontos turísticos, locais de pesca e também ao Paraguai.

O objetivo da Operação Carnaval é coibir excesso de velocidade, ultrapassagem indevida e embriaguez ao volante.

Carnaval 2013
Durante o carnaval do ano passado, foram registradas sete mortes nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul. Também foram contabilizados 19 feridos em estado graves e 47 feridos leves. Ao todo, ocorreram 114 acidentes nas BRs.

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...