Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Fim do horário de verão afeta os investimentos na Bolsa de Valores

Fim do horário de verão afeta os investimentos na Bolsa de Valores
28/02/2014 05:00 - impostoderenda


Com o fim horário de verão, há analistas que acreditam existir vantagem a quem investe na Bovespa. Isso se deve ao levar em conta o delay existente entre o mercado de ações no Brasil e os principais mercados nos Estados Unidos. A diferença entre as modalidades acontece em tempo menor do que 1h, durante a mudança da hora de verão.

De forma usual, enquanto o mercado de ações no Brasil abre às 10h, de forma prática as bolsas de valores, na terra do tio Sam, estão abertas às 11h30, ou seja, 1h30 de diferença. Com o delay, no momento de mudar a hora por causa do horário de verão, o prazo fica em apenas trinta minutos.

Não se pode ignorar o fato de que a partir de 9 de março o horário de verão chega aos EUA, momento no qual as bolsas nacional e norte-americana também devem ter atraso de apenas trinta minutos para a abertura.

Há especialistas que encaram menor prazo à abertura como fato positivo, caso de Eduardo Machado, analista chefe da Amaril Franklin. O economista afirmou em entrevista a Info Money que o horário de verão diminui o delay entre o início da abertura e a chegada dos estrangeiros em terras nacionais. Nos termos práticos, com o grande atraso que acontece de forma usual, investidores brasileiros perdem tempo.

Felpuda


As várias e várias mensagens que vêm sendo trocadas em grupos fechados, e para poucos, são de que algumas alianças poderão acontecer, mas mediante a troca de comando em alguns órgãos importantes. Seriam entendimentos para atender siglas de matizes bem diversos que vêm tentando criar dificuldades para vender facilidades. Se as negociações forem concretizadas, tornarão os caminhos sem muitas barreiras. A conferir.