Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Violência

Fim de semana marcado por 4 homicídios

25 JAN 10 - 08h:10BRUNO GRUBERTT
Quatro pessoas foram assassinadas entre a noite de sábado e o dia de ontem em Campo Grande. Na Vila Nhánhá, Horácio Ferreira da Silva, 71 anos, foi encontrado morto. O corpo estava na cama e apresentava uma perfuração no pescoço, provavelmente causado por faca. Segundo consta no boletim de ocorrência registrado pela polícia, a casa da vítima era utilizada por viciados como ponto de consumo de entorpecentes. Pelo “aluguel”, usuários forneciam bebida alcoólica para o idoso. Depois de ser avisado por uma vizinha da vítima, o neto de Horácio – um garoto de 16 anos – foi até residência do avô. O idoso estava com o rosto coberto por um cobertor e com manchas de sangue nas mãos. A polícia foi avisada e compareceu no local, conseguindo identificar o possível autor do homicídio. Até o fechamento desta edição ele não havia sido preso. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios (DEH). Ainda na madrugada de ontem, Ramão Peralta Romeiros, de 45 anos, foi atingido com um tiro na cabeça, na Vila Popular, também na Capital. Ele chegou a ser socorrido e encaminhado para a Santa Casa, onde não resistiu e morreu na tarde de ontem. Conforme a polícia, testemunhas informaram que Ramão andava pela Rua José Pereira acompanhado do irmão quando foi baleado na nuca. O autor ainda não foi identificado. Jardim Noroeste Diogo Barreto Canhoto, de 27 anos, morreu depois de ser baleado quando tentava evitar uma briga de dois conhecidos, conforme consta no registro policial. O suspeito teria ido até a casa de um adolescente disposto a “tomar satisfação”. Isto porque o rapaz teria agredido a avó do possível criminoso identificado como Marquinhos. A vítima, sabendo dos planos do possível autor, foi até a casa do adolescente para evitar a briga. Irritado com a intromissão de Diogo, Marquinhos sacou um revólver e disparou três tiros nele. Uma viatura do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e outra do Corpo de Bombeiros estiveram no local, porém, quando chegaram, o jovem já havia morrido. O homicídio será investigado pela 3ª Delegacia de Polícia. Cadáver O corpo de um homem, com idade de aproximadamente 50 anos, foi encontrado ontem de manhã na Rua Doutor Bueno Garcia, quase em frente à Base Aérea de Campo Grande. O homem tinha várias perfurações à faca e marca de pancada na cabeça. Ele não portava documentos pessoais e até o fechamento desta edição ainda não havia sido identificado.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BOLÍVIA

Evo admite que não deveria ter buscado 4º mandato e partido anuncia candidato

Laudo necroscópico da perícia será determinante para definir caminhos da investigação
SURTO NO MOTEL

Laudo necroscópico da perícia será determinante para definir caminhos da investigação

Há intervalo de 3h entre momento que casal chegou ao motel e surto de mulher, diz delegado
SURTO NO MOTEL

Há intervalo de 3h entre momento que chegaram e surto de mulher, diz delegado

De quase 50 mil candidatos, apenas uma tirou nota máxima na redação do Enem em MS
NOTA 1000

De quase 50 mil candidatos em MS, apenas uma tirou nota máxima na redação do Enem

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião