Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

LONGA METRAGEM

Filme chinês recebe o Urso de Ouro, principal prêmio do Festival Berlim

15 FEV 14 - 18h:45FOLHA PRESS

O filme chinês "Black Coal, Thin Ice" (Carvão Negro, Gelo Fino, em tradução livre), do diretor Diao Yinan, foi consagrado na noite de hoje com o Urso de Ouro, honra máxima concedida pela Berlinale, o festival internacional de cinema de Berlim. O longa também conquistou o Urso de Prata na categoria de melhor ator, com Liao Fan.

Já o prêmio do grande júri foi para o "The Grand Budapest Hotel", do americano Wes Anderson. A atriz americana e integrante do júri internacional, Greta Gerwig, aceitou em nome de Anderson, que não pode estar presente na cerimônia de premiação.

O prêmio para o filme que abre novas perspectivas foi para o francês "Life of Riley"("Aimer, Boire et Chanter", no original), de Alan Resnais. Como melhor atriz, Haru Kuroki, do japonês "The Little House" (A Casa Pequena, em tradução livre), levou o prêmio.

O Urso de Prata para melhor diretor foi para o americano Richard Linklater, que dedicou o prêmio a todos que trabalharam com ele durante os 12 anos em que ficou envolvido no projeto de "Boyhood" (Juventude, em tradução livre).

"Sei que esse prêmio é de direção, mas penso nele como um prêmio de melhor equipe", disse Linklater ao aceitar o prêmio.

A região da Potsdamer Platz, perto do centro da capital alemã, estava tomada de gente querendo chegar perto do tapete vermelho do Berlinale Palast. Nas ruas do entorno, normalmente tranquilas e sem trânsito, carros levando atores, diretores e convidados se enfileiravam tentando chegar na cerimônia de premiação.

O brasileiro "Praia do Futuro", de Karim Anouz, que concorria na principal mostra da Berlinale, ficou de fora da premiação, sem levar nenhum dos ursos para casa.
Brasil premiado

O longa "Hoje Eu Quero Voltar Sozinho", do diretor paulistano Daniel Ribeiro, conquistou ontem o segundo lugar no prêmio concedido pelo público na mostra Panorama.

Foi o terceiro prêmio de Ribeiro, 31, nesta Berlinale --na sexta-feira, o filme ganhou os prêmios da Fipresci (Federação Internacional de Críticos de Cinema) e o Teddy, que premia longas que tratam de temas gays, promovendo a tolerância e a igualdade. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

SAÚDE

Bolsonaro será avaliado em Brasília pela equipe médica antes de viagem a NY

DOLEIRA

TRF-4 nega recursos da União para blindar R$ 43 mi de delatora da Lava Jato

BRASIL

Relatório da indicação de Aras à PGR deve ficar pronto até terça

INTERIOR

Suspeitos invadem fazenda e abatem vaca prenha

Funcionário encontrou apenas cabeça e vísceras do animal

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião