Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Fifa confirma paradas técnicas em alguns jogos da Copa do Mundo

Fifa confirma paradas técnicas em alguns jogos da Copa do Mundo
17/02/2014 02:00 - epocanegocios


Durante a Conferência Médica da Fifa, realizada no último sábado (15/02), o diretor médico da entidade, o professor Jiri Dvorak, revelou que o mundial de 2014 deverá ter paradas técnicas em partidas com temperaturas muito altas, principalmente nas regiões norte e nordeste do país.

A pausa deverá ser aos 30 minutos de cada etapa: “Podemos indicar pausas adicionais para hidratação e uso de toalha geladas para os jogadores, mas esta é uma decisão médica que será tomada caso a caso, antes das partidas, pelo nossa equipe médica. Estamos muito bem preparados e fazemos de tudo para proteger a saúde dos jogadores”, afirmou Dvorak.

“Com relação à discussão sobre as altas temperaturas em algumas regiões do Brasil durante a competição, todas as nossas decisões são baseadas em dados científicos”, disse o médico, que também revelou que os Jogos Olímpicos de Pequim sofreram com temperaturas iguais ou até mais altas do que Manaus, a única sede na região norte do país. “Não considero as condições no Brasil tão desafiadoras como tem se reportado.”

Após a semifinal da Copa das Confederações, ano passado, quando Espanha e Itália reclamaram muito do calor de Fortaleza, a Federação Italiana de Futebol (FIGC) e seu técnico Cesare Prandelli fizeram um pedido à Fifa para que houvessem pequenos intervalos para hidratação dos atletas no mundial. Os jogos que terão parada técnica deverão ser os disputados às 13 horas locais e nas regiões mais quentes do país. Durante a primeira fase, 18 partidas estão marcadas para esse horário.

Felpuda


Engana-se quem acha que diminuiu a voracidade de ter fatia de cobiçado bolo por parte de “quem manda”. O recuo realmente houve, mas só por enquanto e por uma questão de estratégia, até porque, nas primeiras investidas, as portas não se abriram. E continuam fechadas. Mas quem conhece bem a dita figurinha aposta que ela não desistirá até encontrar, digamos,  um “chaveiro amigo”. Essa gente não sossega nem diante da pandemia... Afe!