Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

FGV faz estudos para planos de cargos

5 ABR 2011Por FAUSTO BRITES E EVELIN ARAUJO11h:22

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul Jerson Domingos informou que uma técnica da Fundação Getúlio Vargas (FGV) está desenvolvendo os primeiros estudos para implantação de planos de cargos, carreiras e salários na Casa.
O objetivo é a futura realização de concurso público e também para contratação de quadro especializado para atuar na assessoria dos diversos setores das 13 comissões existentes no poder legislativo.

A Fundação Getúlio Vargas foi quem implantou o mesmo plano do Tribunal de Contas do Estado. A técnica da FGV está analisando propostas sobre a área funcional desenvolvida pela assessoria da cada. Jerson Domingos disse que pelo menos 80% do que já foi estabelecido por essas assessorias terão aproveitamento no projeto da Fundação. Ele explicou também que atualmente o maior salário legislativo é de R$ 7 mil e que há uma dificuldade de se contratar funcionários altamente qualificados para atuar nas assessorias uma vez que a iniciativa privada oferece vencimentos maiores.

Segundo o parlamentar, as comissões atuam em áreas de grande importância e interesse do Estado como meio ambiente, saúde, direito do consumidor, entre outras e que necessitam de pareceres que vão ao encontro das necessidades da população. Jerson disse que a partir desse estudo será formalizado um contrato para o desenvolvimento do plano de cargos, carreiras e salários. Essa ação não deverá ser a curto prazo.  

Leia Também