Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NO BRASIL

Festas de casamento movimentam R$ 13,7 bi

Festas de casamento movimentam R$ 13,7 bi
10/02/2014 10:45 - terra


Entre o pedido de casamento e o “eu os declaro marido e mulher” existe muito mais do que supõe a nossa vã filosofia. As festas de matrimônio deixaram de ser simples reuniões de familiares e amigos para celebrar a união de um casal e se transformaram em uma indústria bilionária, como mostrou um dos principais eventos do setor, a Expo Noivas & Festas, cuja primeira edição em 2014 terminou no último fim de semana em São Paulo.

Em 2011 o setor de festas e cerimônias de casamento movimentou R$ 13,7 bilhões no Brasil. Segundo a pesquisa “Casamentos no Brasil”, realizada, em 2012, pelo Instituto Data Popular em parceria com a Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abrafesta), existem atualmente no país mais de 8.300 empresas que atuam na área oferecendo serviços como organização de eventos, bufê e filmagem de festas – 60,5% esses estabelecimentos estão localizados região Sudeste. De acordo com o levantamento, o setor tem mais de 45 mil funcionários diretos formais, que recebem uma massa salarial de quase R$ 47 milhões mensais.

A diversificação dos serviços ligados às festas de casamento é, ao mesmo tempo, causa e consequência do crescimento do setor. Atualmente, um casamento é um evento muito maior do que costumava ser. Não basta só contratar um fotógrafo e uma doceira, existem infinitas possibilidades que incluem transmissão do evento ao vivo pelas redes sociais, treinamento para fazer uma boa selfie e até filmagem aérea com drones. Segundo Luciano Martins, diretor da área de educação da Abrafesta, a personalização de serviços foi transportada para o mundo das noivas. “Agora, eu não quero só um par de Havaianas, quero um par de Havaianas com o meu nome e a pedrinha que eu encontrei quando estava com o meu noivo”, explica.

Em 2012 foram realizados mais um milhão de casamentos no Brasil, de acordo com as Estatísticas do Registro Civil do IBGE. Segundo o levantamento do Instituto Data Popular e da Abrafesta, cerca de 41% dos solteiros entre 20 e 40 anos pretendem se casar em até 2 anos. As regiões Sul e Sudeste registram as maiores taxas de casamentos formalizados, enquanto na região Norte a união consensual corresponde a 53% dos casais que moram juntos. Os itens mais pedidos nas listas de casamentos são os eletrodomésticos, utensílios de cozinha e eletrônicos, mas, como o número de casais que moram juntos antes de formalizar a união é cada vez maior, o aumento dos sites de listas de casamento que coletam dinheiro no lugar de bens materiais também cresceu.

Foi a partir dessa demanda que o casal Luís e Priscila Machado encontrou um nicho de negócio. A ideia é que cada casal monte seu próprio site, com a lista de presentes, cotas para pagar a lua de mel e o mapa do evento. “Acredito que muito da nossa conquista está ligada ao fato de que simplificamos a vida dos noivos, pois permitimos aos convidados que confirmem a presença, acessem a lista de presentes, obtenham informações sobre o local da cerimônia, festa e tenham dicas de onde se hospedar”, explica Luís Machado, CEO da iCasei, empresa especializada na montagem de sites para noivos.

O site também direciona o convidado para uma área de presentes em dinheiro, “uma necessidade sentida a partir de uma lacuna no mercado que satisfizesse os casais que já moravam juntos ou que iriam morar fora do Brasil e não tinham interesse em presentes físicos”, completa o empresário. Para aderir, basta fazer um perfil e pagar uma taxa, que varia de R$ 49,90 a R$ 159,90. Após sete anos no ar, o serviço coleciona 112 mil sites personalizados. Em 2013 foram 43 mil sites e 547 mil presentes adquiridos por meio da plataforma, o que gerou uma movimentação financeira de R$ 115 milhões.

Bastidores

Para chegar aos “finalmente” do dia do casamento com tudo pronto e sem problemas, um amplo trabalho de bastidores é feito. Um serviço surgido para auxiliar nessa tarefa é a de assessoria de casamento. Uma pessoa dá assistência durante os preparativos da festa – que podem durar mais de um ano – ou somente no dia. A função desse tipo de profissional é oferecer e filtrar as opções dos noivos, além de lidar com detalhes para os quais a família não terá tempo – nem paciência – para pensar no dia, como problemas com fornecedores, profissionais e instalações.

Para que as noivas e trabalhadores do setor possam conferir as novidades e trocar experiências, acontecem diversas feiras temáticas por ano. Uma das mais conhecidas é a Expo Noivas & Festas que, em 2014 comemora 20 anos de existência com cinco edições em São Paulo e no Rio de Janeiro. Durante o evento os convidados podem conferir desfiles e apresentações musicais que irão auxiliar na escolha dos parceiros da cerimônia.

Ao longo das duas décadas de existência, o evento teve 76 edições, 33 no Rio, 33 em São Paulo e dez em Minas Gerais. Já passaram pelos corredores da feira mais de 7.500 mil expositores, que negociaram uma quantia de R$ 450 milhões. A primeira edição de 2014 aconteceu em São Paulo, entre os dias 6 e 9 de fevereiro, no Centro de Exposições Imigrantes. Ainda este ano estão programadas mais quatro edições da feira: duas em maio – uma em São Paulo e outra no Rio de Janeiro –, uma em agosto no Rio de Janeiro e outra em outubro em São Paulo.

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?