sexta, 20 de julho de 2018

MAPA

Fertilizantes atendem padrão de qualidade

20 JAN 2011Por DA REDAÇÃO17h:05

As fiscalizações de fertilizantes, em 2010, alcançaram 731 mil toneladas. Do total, 59,8 mil toneladas foram apreendidas devido a problemas nas embalagens e à declaração incorreta da quantidade de nutrientes nos rótulos. “O resultado mostra que 91,8% dos produtos estavam dentro dos padrões contra 83,7%, em 2009. Realizamos fiscalizações em 3.656 estabelecimentos de todas as unidades da federação e coletamos amostras de 6.388 produtos”, explica Hideraldo Coelho, coordenador do Departamento de Fiscalização de Insumos Agrícolas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Durante as inspeções, os técnicos do Mapa e dos órgãos estaduais emitiram 1.350 autos de infração, foram recolhidos cerca de R$ 5 milhões em multas e aplicadas penas de suspensão do registro de cinco produtos, pelo prazo de 60 dias. “Essas medidas foram necessárias para melhorar a qualidade dos fertilizantes colocados à disposição dos produtores rurais”, lembra Coelho.

Produção

Dados da Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda) indicam que as vendas de fertilizantes ao consumidor final alcançaram 22,74 milhões de toneladas, no período de janeiro a novembro de 2010. O resultado representa crescimento de 8,5%, em relação ao mesmo período de 2009, quando as vendas registraram 20,96 milhões de toneladas.

Os destaques são Mato Grosso, com 3,79 milhões de toneladas, São Paulo, com 3,18 milhões e Rio Grande do Sul (2,95 milhões de toneladas). As importações de fertilizantes atingiram 14,14 milhões de toneladas, nos onze primeiros meses de 2010, contra 10,06 milhões de toneladas, em 2009.

Saiba mais

Os estados que possuem polos industriais de fertilizantes são: Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo. Mato Grosso destaca-se como o maior consumidor do produto.

No ano passado, o Ministério da Agricultura trabalhou em parceria com a associação de produtores matogrossenses, o que resultou na ampliação das análises de produtos, que alcançou 57,2 mil toneladas, contra 32,1 mil toneladas, em 2009.

 



 

Leia Também