sábado, 21 de julho de 2018

VIOLÊNCIA

Feriadão registra 5 homicídios na Capital

26 DEZ 2010Por NADYENKA CASTRO05h:15

Cinco pessoas foram assassinadas entre a véspera e o dia de Natal, em Campo Grande. Nenhum suspeito foi preso. Só na madrugada de ontem foram três homicídios. Em dois casos os crimes aconteceram devido a brigas entre genros e sogras e em outro uma vítima teria sido morta por engano. Este aconteceu por volta das 10 horas de anteontem na feira do Bairro Dom Antônio Barbosa.

Ao chegar ao local, Denilson de Souza de Paula, 20 anos, e a irmã, de 15 anos, se depararam com os autores do crime em uma motocicleta Twister de cor preta. Minutos depois, os assassinos perseguiram Denilson pela via, passando entre populares e quando se aproximaram da vítima, desceram do veículo e atiraram. Denilson morreu na hora.

A adolescente que testemunhou o crime disse à Polícia Civil que os criminosos podem ter atirado no jovem por engano. Segundo ela, a intenção deles seria matar outro irmão dela, o qual é muito parecido com a vítima, porque ele pediu de volta a bicicleta que havia sido furtada. Os autores do furto e do homicídio seriam os mesmos, pois estes falaram na região que iriam matar o rapaz.

Outra versão da garota para a polícia é que Denílson vinha sendo ameaçado de morte por um jovem identificado como “Clebinho”. Este dizia que iria assassinar o rapaz porque ele era amigo de “Piruca”, que já havia sido morto por ele.

Sogro e sogra
Por volta das 21h30min, no Bairro Parque do Lageado, vizinho ao Dom Antônio Barbosa, Lucas Alexandre Rodrigues matou a sogra, Luzinete Rodrigues, 39 anos, com um tiro no tórax e com outro feriu o pescoço do sogro, Aparecido Ataíde dos Santos, 49 anos. A mulher morreu na hora e o homem foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para a Santa Casa.

A filha das vítimas declarou à Polícia Civil que Lucas já vinha ameaçando as vítimas de morte, alegando que Luzinete interferia na vida pessoal dele.

Já por volta das 2 horas de ontem, na Rua Paulo Ubiratan, Bairro Mário Covas, Diego Mohamed de Arruda, 22 anos, foi morto com um tiro nas costas pelo cunhado. Segundo informações da Polícia, o jovem havia brigado à tarde com a sogra e foi assassinado pelo filho dela, Gibson Santos Soares, por vingança.

Gibson e um amigo, identificado como Rafaelzinho, encontraram com Diego logo após ele ter saído da casa do pai. A vítima tentou fugir, mas foi alvejada e morreu no local. Os autores fugiram em uma moto Honda Today de cor preta.

Saída para Cuiabá
Os outros dois assassinatos aconteceram em bairros da saída para Cuiabá. Às 2 horas, no cruzamento das ruas Palmerais e Cisne, no Jardim Montevidéu, Carlos Alexandre Buscarons Sanches, 19 anos, foi morto com dois tiros. O estudante estava na via quando dois homens em uma moto se aproximaram e fizeram quatro disparos. De acordo com registro policial, um dos autores é conhecido como “Carioca”.

Quarenta e cinco minutos depois, bem próximo do Jardim Montevidéu, no Parque Novos Estados, Alexsandro de Jesus Baures, 25 anos, o “Buguinho”, foi assassinado com três tiros - nos dois braços e um no abdômen. O crime aconteceu em uma residência da Rua Ana Rosa Castilho Ocampos, onde acontecia uma festa de Natal.

Alexsandro brigou com outro convidado, que atirou e depois fugiu. O auxiliar de serviços gerais foi socorrido por populares para o posto de saúde do Bairro Nova Bahia, onde morreu.

Leia Também