Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 23 de outubro de 2018

Feriadão deixa três mortos em rodovias de MS

3 ABR 2010Por 20h:04

NADYENKA CASTRO

 

O feriadão de Páscoa — que se encerra no fim da noite de domingo — registrou mais uma morte em acidente em estrada de Mato Grosso do Sul. De quarta-feira à noite até ontem, já foram três vítimas. A maioria das colisões resultou de imprudência dos motoristas.

A morte mais recente aconteceu ontem, por volta das 7 horas, em colisão de caminhão com picape, na BR-262, a 60 quilômetros de Campo Grande, em trecho próximo de Ribas do Rio Pardo. Cléder Alves Batista, 27 anos, morreu na hora. Ele conduzia uma picape Fiat Strada, de Jardim, e estava sozinho no veículo. Três, das cinco pessoas que estavam no caminhão, ficaram feridas, mas sem gravidade. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a picape seguia no sentido Capital/interior e o caminhão, de placa de Campo Grande, na pista contrária.

Após ultrapassagem, Cléder Batista perdeu o controle do carro e invadiu a pista contrária, batendo de frente no outro veículo. No asfalto, há marcas que indicam que a picape saiu da pista na qual trafegava e entrou na outra.

Na colisão, o caminhão conduzido por Cláudio Longo Xavier, 46 anos, arrancou a carroceria do Fiat Strada, tombou e arrastou-se por cerca de 80 metros. O veículo parou com o lado direito na vegetação, às margens da rodovia. Fardos de sal grosso que eram transportados caíram.

O Fiat Strada ficou completamente destruído. As malas que Cléder levava caíram sobre o corpo dele. Roupas, calçados e até uma televisão nova, ainda na caixa, que estavam na picape, ficaram espalhados pela pista. O motorista do caminhão e a filha dele, uma criança, saíram ilesos. Já a esposa dele e mais dois filhos, sendo um adolescente e outra criança, ficaram feridos e foram levados para a Santa Casa de Campo Grande.

 

Balanço

A morte de Cléder já é a terceira neste início de feriadão de Páscoa. Por volta das 4h30min de quinta-feira, Benedito da Silva de Oliveira, 45 anos, morreu ao colidir o caminhão que trafegava, dos Correios, com outro veículo, na MS-162. No fim da tarde de quarta-feira, na BR-419, em Anastácio, o capotamento de um Bora, de placa de São Paulo, matou Alisson Victor Souza Martins, 11 anos. Ele era uma das cinco pessoas que estavam no carro. As outras quatro ficaram feridas.

Segundo a PRF, 85% dos acidentes que ocorrem nas rodovias federais que cortam Mato Grosso do Sul são causados pela imprudência dos motoristas. São excessos de velocidade (no Estado, são permitidos até 80 km/h), ultrapassagem forçada ou em local proibido e até conversão sem a devida atenção.

Orientação

Para evitar que se torne mais um na estatística da violência no trânsito, o condutor deve atentar-se a algumas dicas da PRF. Antes de qualquer viagem por rodovia, é necessário observar as condições do veículo: freios, pneus, faróis e lanternas. Dirigir a uma distância segura do veículo da frente também é fundamental: a ideal é aquela em que o motorista enxerga as rodas dianteiras do carro que segue à sua frente.

É importante não conduzir veículo após uma noite maldormida e sem bom estado físico. Os motoristas precisam observar a sinalização das vias e ficar mais atentos quando estiver chovendo. Sob chuva, o asfalto fica mais escorregadio e a visibilidade diminui. Não dirigir sob efeito de álcool e não manusear equipamentos de som, celular ou qualquer objeto durante a condução, também são dicas fundamentais que reduzem a possibilidade de acidentes.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também