Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Felpuda

13 NOV 19 - 00h:00Ester Figueiredo

Em cidade do interior de MS, o pai é secretário de Obras e o filho é diretor de Trânsito, subordinado àquele órgão. O segundo, inclusive, é policial militar cedido à prefeitura pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública, que paga os seus salários. O arranjo familiar não passou em brancas nuvens para o Ministério Público, que abriu inquérito civil e apurou caso de nepotismo. Assim, deu prazo de 10 dias para que um ou outro seja exonerado, mesmo que o rebento não receba salário da prefeitura.
Ester Figueiredo

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Felpuda

Felpuda

Felpuda

Felpuda

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião