Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

Felpuda

10 JUL 2017Por Ester Figueiredo00h:00

Enquanto os contribuintes da iniciativa privada tiverem que pagar por eles e por muitos outros que detêm privilégios, que contribuem por menos tempo, mas que recebem aposentadorias integrais, será impossível zerar o deficit da Previdência Social no Brasil. Por isso, o grande desafio da tal reforma é quebrar privilégios, sem cometer injustiças. Se não for implantado um modelo justo, a conta continuará não fechando. E sai debaixo!
Ester Figueiredo

Leia Também