Terça, 20 de Fevereiro de 2018

Felpuda

11 AGO 2015Por Ester Figueiredo00h:00

Dois ingredientes levaram os empresários do setor de transporte coletivo de Campo Grande a desistirem de pedir aumento da tarifa neste ano: diminuição do ICMS do diesel, de 17% para 12%, e a insatisfação geral nas ruas, diante da crise econômica. Mais: o serviço reservado da polícia interceptou “salve” de dentro dos presídios, ordenando badernaço em caso de reajuste. Afe!
Ester Figueiredo

Leia Também