Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

CRÍTICA

Felipão minimiza, mas mantém cobrança a Kleber

11 MAR 2011Por ESTADÃO13h:03

O técnico Luiz Felipe Scolari tentou minimizar nesta sexta-feira o desabafo de Kleber e as críticas do atacante, que reclamou na noite de quinta, através do Twitter - rede de microblogs na internet - das reclamações públicas do treinador do Palmeiras. Porém, Felipão ressaltou que o jogador precisa respeitar a hierarquia do clube e arcar com as consequências do seu comportamento fora dos gramados. "Qualquer pessoa é livre pra expressar qualquer tipo de opinião. Apenas temos hierarquias normais e temos que cumprir com ordens emanadas", afirmou.

Felipão defendeu a sua postura de criticar Kléber por ter aproveitado o carnaval em vez de cuidar da recuperação de uma lesão muscular. "O que foi dito, e é reiterado, é que por alguma razão o Kleber se sentiu pressionado por ser cobrado por alguém que gostaria de vê-lo jogando. E ele não se apresentou no jogo seguinte do Carnaval porque estava lesionado. E se a pessoa não está em condições precisa ter cuidados maiores. Se isso é avançar algum sinal, não vejo assim", disse.

Kleber fez pesadas críticas ao treinador, em resposta à reprovação de Felipão ao fato de ele ter se divertido no carnaval, apesar de estar em processo de recuperação de uma contusão. O atacante acusou o treinador de, em vez de proteger os jogadores, deixá-los expostos com críticas públicas. "Não sou contra Carnaval. Gosto de assistir, mas sou só contra esse tipo de situação, porque eu perco jogadores", comentou Felipão.

Felipão também rebateu a reclamação de Kleber, que disse estar ressentido por nunca ter sido elogiado por ele. O treinador lembrou que entregou a braçadeira de capitão do Palmeiras ao atacante. "Ele sempre foi muito valorizado e, é tão valorizado que nunca foi capitão em lugar nenhum, só aqui no Palmeiras, com Luiz Felipe Scolari".

Kleber desfalcou o Palmeiras na duas últimas partidas do Campeonato Paulista contra Santo André e Noroeste por conta de dores musculares na coxa direita, que sentiu ainda durante a partida de volta da primeira fase da Copa do Brasil contra o Comercial, do Piauí.

Leia Também