Quarta, 13 de Dezembro de 2017

apoio

Felipão defende ida de Júlio César para o Canadá

11 FEV 2014Por FOLHA PRESS15h:38

O treinador da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, defendeu a transferência do goleiro Júlio César para o Toronto FC, que disputa a MLS (Major League Soccer), a liga de futebol profissional dos EUA.

Titular na Copa das Confederações, o goleiro deverá concluir sua transferência nesta semana. A negociação já é dada como certa por seu estafe.

"Tem jogadores que saem para jogar a liga americana e acham que vão jogar normalmente e não jogam. [A Liga Americana] não é fim de carreira", disse Felipão logo após anunciar os jogadores convocados para o amistoso contra a África do Sul.

"O Júlio [César] deve fazer a temporada pelo novo clube, o Toronto, e deve se apresentar em excelentes condições. Se ele jogar 13, 14 ou 15 jogos até o Mundial, será até bem melhor para nós. Mas ele tem a qualidade de, mesmo não estar jogando, ele continua com os reflexos", acrescentou.

Júlio César decidiu deixar o Queens Park Rangers por não estar sendo aproveitado. Ele atuou pela última vez como titular no dia 4 de janeiro, quando sua equipe perdeu para o Everton por 4 a 0, pela Copa da Liga Inglesa.

Em setembro, Felipão já garantiu o goleiro como um dos 23 jogadores convocados para a Copa do Mundo-2014.

Cinegrafista

O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, lamentou a morte do cinegrafista Santiago Ilídio Andrade, 49, ocorrido ontem.

Santiago foi atingido na cabeça por um rojão disparado por um manifestante durante protesto contra o aumento de passagem de ônibus, que foram a R$ 3, no Rio de Janeiro.

"Nós da comissão técnica também ficamos muito chateados com o que aconteceu com um colega de vocês.", disse Felipão.

O treinador afirmou ainda se recordar da presença do cinegrafista em outras coletivas de imprensa da seleção brasileira.

"Queria prestar a minha solidariedade aos familiares do profissional que algumas vezes participou da cobertura da seleção, como em convocações, e hoje infelizmente não pôde estar aqui", afirmou.

Santiago era cinegrafista da TV Bandeirantes, deixou mulher, uma filha e três enteados.
 

Leia Também