Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Feira de Orgânicos agora, também, no Paço Municipal

19 ABR 10 - 09h:24
O programa de produção de produtos orgânicos no município de Campo Grande vai ganhar mais força, principalmente pela realização, numa segunda etapa, da Feira de Produtos Orgânicos agora também aos sábados pela manhã, no estacionamento do Paço Municipal, na Avenida Afonso Pena.
A Feira de Orgânicos do município é hoje uma experiência vitoriosa desde sua implantação na Praça do Rádio Clube, todas as quartas-feiras pela manhã. “O sucesso do projeto exigiu que o expandíssemos e o secretário da Sedesc, Natal Baglioni Barros é quem está hoje responsável pela implantação dessa segunda fase”, informou o vice-prefeito Edil Albuquerque.
O secretário Natal Baglioni informou que um grande passo dado com a implantação da Feira de Orgânicos foi a possibilidade de organizar os produtores de forma que hoje eles tem condições de emitir nota para toda a produção que comercializam, especialmente para a que é adquirida pela prefeitura. “Hoje os assentados e os agricultores familiares do município de Campo Grande vivem uma nova era. Nem todos ainda, mas estamos trabalhando para que em breve todos possam estar devidamente organizados, emitindo suas notas, aprimorando sua produção. Isso tem melhorado a autoestima dos produtores e os resultados são muito positivos” afirma o secretário Natal.

Aprimorando
Na semana passada, equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e do Agronegócio seguiu para Brasília para uma extensa programação visando o aprimoramento dos programas de atendimento aos produtores de produtos orgânicos e agricultores em geral do município.
A equipe visitou o Centro Nacional de Cerrados da Embrapa onde ganhou conhecimento e atualização nos sistemas de produção de frutas e em especial do banco de germoplasma de Maracujá. Os técnicos também visitaram o Mercado de Orgânicos de Brasília e o Centro Nacional de Hortaliças da Embrapa. E por fim, visitaram também a Fazenda Malunga, onde a 25 anos vem sendo desenvolvidos projetos de produção de orgânicos e também outras atividades como produção de queijos, leite e iogurte, limpeza, seleção, embalagem e carregamento de hortaliças, e a implantação de sistemas de barreiras naturais, controle biológico de pragas, inimigos naturais, diversidade de culturas, produção de mudas, biofertilizantes na produção de hortaliças.
Todo esse conhecimento vai ser aplicado agora nos programas que a Prefeitura de Campo Grande desenvolve na área rural do município.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Aposentados ganham adicional por “produtividade” em MS
RECEITA ESTADUAL

Aposentados ganham adicional por “produtividade” em MS

Motorista bêbado fura sinal e mata motociclista na Capital
ACIDENTE

Motorista bêbado fura sinal e mata motociclista na Capital

Inflação da Capital é a maior para novembro em quatro anos
IPCA

Inflação da Capital é a maior para novembro em quatro anos

Em Três Lagoas, Refis atende em regime de plantão neste sábado
INTERIOR

Em Três Lagoas, Refis atende em regime de plantão neste sábado

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião