Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

Sustentabilidade

Feira Central terá estação de coleta seletiva para materiais recicláveis

8 ABR 2011Por Laís Camargo00h:02

A preocupação ambiental já é assunto cotidiano, a população entende e deseja colaborar, mas a pergunta é sempre a mesma: por onde começar? Uma estação de coleta seletiva está em fase de acabamento na Feira Central. A previsão é que a partir de maio, materiais recicláveis, lixo orgânico e seco sejam recolhidos para triagem e distribuição.

Devido às chuvas a obra está um pouco atrasada, mas ainda há possibilidade da inauguração ocorrer dia 21 de abril. “Dentro do programa de coleta seletiva do município, será exigido que os pontos de concentração pública, como mercados e feiras, façam a separação de resíduos. Vamos capacitar os donos de estabelecimentos, explicando como fazer a separação”, afirma o secretário da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Marcos Cristaldo.

No posto de coleta na Feira Central haverá o armazenamento e uma pequena triagem. Parte dos resíduos serão destinados a organizações de catadores de lixo – que não são muito comuns em Campo Grande. “É um jeito de fomentar a organização dos catadores, para deixar o processo mais eficiente”, comenta Cristaldo. Para a presidente da Associação da Feira Central e Turística, Alvira Appel S. De Melo, a produção excessiva de lixo é um problema social, cuja solução é realizar triagem e destinar corretamente cada tipo de resíduo.

Atualmente a Feira já possui um centro de coleta de óleo de cozinha usado, que quando reaproveitado pode ser transformado em graxa, biodiesel, sabão, biogás e até ração animal. A grande preocupação da destinação incorreta deste resíduo é com relação a entupimentos, que demandam a utilização de produtos químicos para resolver o problema. Além disso, ao ser lançado na rede de esgoto, o óleo de cozinha causa 40% mais gastos na estação de tratamento.

Veja o vídeo:

  

Leia Também