Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

COMÉRCIO

Fecomércio defende mudança de horário da Jucems

3 MAR 2011Por 22h:04

O funcionamento da Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso do Sul) em horário comercial é fundamental para facilitar a vida das empresas e contabilistas, dando agilidade aos processos e emissão de documentos, defende o presidente da Fecomécio MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul), Edison Araújo. “Somos parceiros da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul) e Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) neste pleito. O atendimento em horário reduzido é ruim para todos”, assevera.

Edison ressalta que muitas vezes empresários ou contabilistas que vêm do interior para protocolar e retirar processos acabam tendo que pernoitar na cidade porque o atendimento na Jucems ocorre apenas até às 13h15 em todos escritórios existentes em 18 municípios do Estado. “A questão é operacional. O funcionamento da Junta Comercial em período integral é muito importante para agilizar os processos das empresas”, resume o presidente da Fecomércio MS.

Só o setor terciário tem aproximadamente 80 mil empresas em Mato Grosso do Sul. O presidente do Sescon/MS (Sindicato dos Contabilistas Autônomos e das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Auditoria e Perícia, Informações e Pesquisas do Estado de Mato Grosso do Sul), Ruberlei Bulgarelli, afirma que em 90% dos casos os processos de abertura, fechamento e alteração destas empresas são encaminhados por contabilistas, que enfrentam dificuldades com o atual horário de atendimento da Jucems.

“A limitação causa morosidade aos processos. Se a Junta funcionasse em período integral, por conseqüência, o retorno dos processos seria mais ágil. Hoje esse prazo é de 3 a 5 dias úteis e certamente seria reduzido. Temos muitas empresas de fora com braço em Mato Grosso do Sul que não compreendem esse horário reduzido porque em outros Estados o atendimento ocorre em período integral”, finaliza Ruberlei.

Fecomércio MS, Fiems e Famasul vão levar ao governador, André Puccinelli, solicitação para que o horário de atendimento da Jucems seja ampliado e o funcionamento ocorra de 8 horas às 18 horas com intervalo para almoço.

Leia Também