Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ENERSUL

Fazenda fica 36h sem energia e <br>vacas adoecem

Fazenda fica 36h sem energia e <br>vacas adoecem
06/03/2014 12:15 - ROSANA SIQUEIRA


A Enersul demorou 36 horas para restabelecer a energia elétrica na propriedade de Luiz Henrique Faraco e 19 das 39 vacas leiteiras ficaram doentes. O caso foi divulgado hoje (6) em sessão na Assembleia Legislativa. O produtor ocupou a tribuna e classificou o atendimento da concessionária como “uma porcaria”. Em resposta, o deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) pediu audiência com a concessionária. “Primeiro, para que a empresa se comprometa a assegurar a qualidade de acordo com a cobrança. Depois, para conhecer a nova controladoria acionária”, disse.

Segundo Faraco, pelo menos quatro vezes por mês a propriedade fica sem energia. “Começou a choveu em Prudente, a luz já se vai”, comentou, em tom irônico. “Mas, dessa vez, foi pior porque se passaram 36 horas sem o serviço”, lamentou sobre o incidente que ocorreu de sábado (1º) até a madrugada de segunda-feira (3).

O resultado, de acordo com o produtor, foram 19 vacas leiteiras com mastite. O problema se deu diante da falta de energia para tirar o leite dos animais. “O ubre inflamou e, agora, será preciso esperar de 10 a 12 dias para elas voltarem a produzir”, detalhou. Por mês, a propriedade produzia 1,2 mil litros de leite. De acordo com resolução da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), a concessionária não pode deixar 24 horas contínuas uma unidade, localizada em área rural, sem energia. A propriedade de Faraco fica a 35 quilômetros de Campo Grande. 

Felpuda


As várias e várias mensagens que vêm sendo trocadas em grupos fechados, e para poucos, são de que algumas alianças poderão acontecer, mas mediante a troca de comando em alguns órgãos importantes. Seriam entendimentos para atender siglas de matizes bem diversos que vêm tentando criar dificuldades para vender facilidades. Se as negociações forem concretizadas, tornarão os caminhos sem muitas barreiras. A conferir.