Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

TERREMOTO

Famílias japonesas vivem momentos de angústia em MS

12 MAR 11 - 00h:06MARIA MATHEUS

Famílias sul-matogrossenses viveram momentos de angústia até conseguirem notícias dos parentes e amigos que vivem no Japão. A preocupação abalou mesmo aqueles cujos familiares moram longe de Sendai, cidade mais próxima do epicentro do terremoto que atingiu 8,9 pontos na escala Richter. O marceneiro Paulo Otsuru, 59, ficou mais de 11 horas sem notícias da esposa, filho, nora e neto, que estão em Osaka.

Irene Otsuro, 55, viajou para a cidade japonesa no início de novembro, para auxiliar a nora e conhecer o neto que nasceu dias depois de ela chegar ao País. "Eu ainda não sei o que aconteceu, porque não tenho notícias. Desde cedo estou mandando e-mail, tentando telefonar, mas não consigo", lamentou o marceneiro, por volta das 16h. Ela deveria voltar no final de janeiro, mas adiou o retorno para abril. "Se ela ao menos estivesse aqui... Com ela junto, é outra coisa. São duas forças, um sozinho fica muito difícil".

Leia mais no jornal Correio do Estado

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Congresso aprova crédito para Petrobras e viabiliza leilão do pré-sal

Flamengo dá baile em Maracanã lotado e Grêmio dança
GOLEADA

Flamengo dá baile no Maracanã e Grêmio dança

FILHO DO PRESIDENTE

Eduardo Bolsonaro desiste, e Forster é cotado para embaixada

Eduardo não conseguiu convencer senadores a apoiarem seu nome
MUDANÇAS

Comissão da reforma dos militares suspende sessão pela 2ª vez para buscar acordo

Há reclamação por parte de parlamentares e de policiais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião