Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Tragédia

Familiares de vítima de acidente protestam em avenida

30 AGO 10 - 08h:05
DANIELLA ARRUDA Familiares e amigos do eletricista Douglas Willian Lemes Diniz Machado, de 21 anos, realizaram na manhã de ontem manifestação na Avenida Gury Marques, onde o jovem morreu atropelado por uma carreta para pedir paz no trânsito e respeito aos condutores de motocicleta. Douglas estava em uma motocicleta quando foi colhido pelo veículo, que fazia conversão à esquerda no sentido centro-bairro, no cruzamento da via com a Rua Elvira Matos de Oliveira, próximo ao Terminal Guaicurus, em 29 de julho. A versão dada à época pelo caminhoneiro, de que o motociclista estava tentando uma ultrapassagem pela direita e não conseguiu vê-lo durante a manobra, é contestada pelos parentes da vítima. Indignada, a mãe de Douglas, Silvina Lemes Diniz, 53 anos, mencionou que laudos periciais, realizados após o acidente, apontaram que seu filho estava a uma velocidade de 20 quilômetros por hora quando foi atingido pela carreta. Além disso, segundo um dos irmãos do jovem, Marcelo Ireno Lemes, 28 anos, consta em um dos laudos que o motorista quase não havia dormido quando chegou a Campo Grande e se envolveu no acidente. Outro irmão de Douglas, Marcos Lemes, 36 anos, questiona a conduta do motorista, que estaria trafegando pela pista esquerda antes de fazer a conversão. “No capítulo 3 do Código de Trânsito, que fala sobre as normas de circulação e conduta, está escrito que o ciclomotor deve circular sempre à direita da pista, e os veículos pesados têm que trafegar pela direita, mas a carreta estava à esquerda. Será que o meu irmão é culpado, só por ser motociclista?”, questionou. A investigação do caso teria ficado sob responsabilidade da 5ª Delegacia de Polícia, segundo os parentes de Douglas, porém nenhum familiar foi chamado para depor até o momento. Desabafo “Nós estamos fazendo uma homenagem para o Douglas, mas também pedindo respeito e paz no trânsito. Quem anda de moto também é um ser humano. Se o motorista que atropelou meu filho ler essa matéria, que ele fique sabendo que a minha neta (Sara Beatriz) nasceu sem pai, porque ele estava de moto no trânsito”, desabafou Silvina. Vestidos com uma camiseta estampada com a foto de Douglas e a frase “Faça feliz quem está perto de você e os que estão longe se achegarão”, que o jovem deixou em seu perfil no site de relacionamentos Orkut, cerca de 30 pessoas participaram da manifestação, que incluiu uma leitura da Bíblia e um momento de oração. Ainda no fim da manhã, estava prevista uma carreata até a Praça Ary Coelho.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Marinho é dúvida de Jesualdo para jogo do Santos contra o Guarani no Paulistão
CAMPEONATO PAULISTA

Marinho é dúvida de Jesualdo para jogo do Santos contra o Guarani no Paulistão

Programas em destaques da semana
TELEVISÃO

Programas em destaques da semana

Nas férias, museu exibe filmes regionais e internacionais
É DE GRAÇA!

Nas férias, museu exibe filmes regionais e internacionais

IFMS convoca candidatos para prova de nivelamento de idiomas
ATENÇÃO!

IFMS convoca candidatos para prova de nivelamento de idiomas

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião