quarta, 18 de julho de 2018

VIOLÊNCIA

Falta de segurança é a principal reclamação

26 OUT 2010Por bruno grubertt02h:40

 

Além dos baixos salários, a falta de segurança é apontada pelo sindicato como sendo um dos principais fatores que afastam os profissionais dos postos. “Com a falta de médicos nas unidades básicas, os pacientes não conseguem marcar consultas, exames ou obter uma receita. Então, eles são encaminhados para as unidades 24 horas. Lá, como é feita classificação de risco e o caso não é de urgência ou emergência, eles esperam muito. Isso gera um conflito e  reclamação, e os pacientes acabam descontando nos médicos”, disse o presidente do Sinmed/MS.
 
A Secretaria de Saúde garante que tem investido na colocação de guardas municipais nas unidades. “Não é para repelir o usuário, mas para garantir a segurança dos profissionais”, disse o secretário Leandro Mazina Martins.
 
As condições de trabalho acabam repelindo até mesmo os profissionais aprovados em concursos públicos. De acordo com a Sesau, na última seleção feita para contratar os médicos, foram aprovados 31 clínicos-gerais, 20 foram chamados e somente 9 assumiram as vagas. No concurso para pediatras, os 8 profissionais que se inscreveram foram chamados e somente 3 assumiram.
 
Hoje, médicos de Mato Grosso do Sul viajam para Brasília, onde fazem uma manifestação a fim de reivindicar melhores condições de trabalho e melhores salários. (BG)

Leia Também