Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

indústria

Falta de mão de obras é problema em MS

16 JAN 2011Por EDIVALDO BITENCOURT00h:00

Após viver uma “década de ouro”, com a diversificação da economia e geração recorde de empregos nos primeiros 10 anos deste século, a falta de trabalhadores qualificados transformou-se no principal gargalo para a manutenção do ciclo virtuoso da indústria sul-mato-grossense. “O risco de colapso do desenvolvimento está na mão de obra”, alerta o presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems), Sérgio Longen. Somente para este ano, o setor secundário precisa de 30 mil empregados qualificados e disponíveis.

A situação é tão crítica que falta gente para preencher os cursos profissionalizantes no Estado. A indústria do vestuário, que encerrou 2010 com um déficit de 2 mil trabalhadores no Estado, só não dobra de tamanho por causa da falta de mão de obra qualificada, afirma o presidente do Sindicato da Indústria do Vestuário, José Francisco Veloso. Algumas fábricas não implantam dois turnos porque não conseguem quadros suficientes.
 

Leia Mais no Correio do Estado

Leia Também