Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 12 de dezembro de 2018

Libertadores

Falcão diz que não errou nas substituições do Inter

5 MAI 2011Por r714h:47

Como jogador, o título da Libertadores escapou na final. Como técnico, Falcão viu a possibilidade de ser campeão da América pelo Inter se esvair nas oitavas de final dentro de um Beira-Rio lotado. A inesperada derrota em casa para o Peñarol, por 2 a 1, nesta quarta-feira (4), surpreendeu a todos em Porto Alegre.

Tudo começou dentro dos planos colorados, com o gol de Oscar antes dos 2min de jogo. O problema foram os cinco minutos iniciais do segundo tempo, período necessário para os carboneros marcarem dois gols, virarem o jogo e garantirem a classificação. 

O técnico Paulo Roberto Falcão tentou explicar o motivo da eliminação. Na sua opinião, o time "dormiu" por apenas cinco minutos e acabou comprometendo a partida.

- Tivemos cinco minutos de apagão e ali perdemos o jogo. Foi determinante para o jogo. Não conseguimos respirar para organizar depois do primeiro gol. Se tivéssemos feito o segundo gol, poderíamos ter virado. Foram cinco minutos que fechamos os olhos e tomamos os gols.

Nos outros 85 minutos da partida, entretanto, o internacional não rendeu o que se esperava. O futebol apresentado foi insuficiente, com falhas graves da equipe brasileira na defesa e na armação das jogadas.

- Acho que o resultado não foi justo. Toda derrota dói, mas não pode nos amassar. Hoje [quarta-feira] é o momento da tristeza.

Falcão também negou que tenha errado nas substituições. Ele colocou Tinga e Ricardo Goulart em campo, com Rafael Sobis e Cavenaghi no banco.

- Respeito as opiniões, mas não foi um equívoco. Ele [Ricardo Goularrt] está treinando muito bem. Ele entrou bem no jogo. É um jogador agudo e de velocidade. Se destacou no sub-23. Senti que ele podia jogar esse jogo. Não tive dúvidas quando o coloquei.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também