Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Fabricante de peças identifica falha no sistema de direção

Fabricante de peças identifica falha no sistema de direção
20/01/2014 13:15 - FOLHAPRESS


A fabricante de peças automotivas SKF do Brasil está convocando varejistas, mecânicos e também proprietários de veículos que receberam um determinado lote de peças de reposição do sistema de direção da marca a comparecerem à oficina onde foi realizada a troca para verificação e substituição do componente. No comunicado, a empresa informa ter constatado que a peça envolvida -articulações axiais- neste chamamento pode se romper integralmente, principalmente em ocasiões de manobra do veículo, causando perda da dirigibilidade e acidentes, com riscos de danos físicos e materiais ao condutor, ocupantes e terceiros.

O recall envolve 34 modelos de automóveis, incluindo importados, como o Volkswagen Bora e o Ford Explorer, e modelos que já saíram de linha há décadas, entre eles os Fiat 147, Oggi e Panorama. Os demais modelos são: (Audi) A3; (Fiat) Brava, Elba, Fiorino, Idea, Pick-up, Premio, ciena, Strada, Tempra e Uno; (Ford) Courier, EcoSport, Escort, Fiesta, Ka e Ranger; (Chevrolet) Agile, Celta, Corsa, Classic, Meriva, Montana, Prisma e Tigra; (Volkswagen) modelos Golf e New Beetle.

As peças problemáticas estão no lote VKY 49 com finais 04, 05, 13, 15, 24, 25, 34, 36, 37, 58, 59, 70, 73, 77 e 81, adquiridas no mercado de reposição de autopeças a partir de novembro de 2013, fabricadas entre 23/8/13 a 3/11/13, com código de fabricação 0813, 0913 e 1013.
O serviço de troca será gratuito. A empresa disponibiliza o telefone 0800-141-152, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, o email fale.conosco@skf.com e o site www.skf.com.br para mais informações. 

Felpuda


As pré-candidaturas bizarras estão se espalhando nas redes sociais, nos perfis de quem acredita que esse tipo de “campanha eleitoral” poderá resultar em votos e até levar à conquista de uma vaga na Câmara Municipal de Campo Grande. Se antes isso era visto apenas no horário eleitoral na TV, agora está se espalhado como erva daninha nas redes. Como diria vovó: “Esse povo ainda se acha!” Afe!