Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

terça, 19 de fevereiro de 2019 - 22h16min

Fábrica reduzirá dependência de fertilizantes

29 ABR 10 - 06h:11
Carlos Henrique Braga

A fábrica de fertilizantes que a Petrobras construirá em Três Lagoas será a primeira de quatro novas unidades anunciadas pela estatal para diminuir a dependência da agricultura nacional de insumos importados. As outras serão erguidas em Uberaba (MG), Linhares (ES) e Laranjeiras (SE).

Segundo a companhia, em 2009, o Brasil fabricou quantidades insuficientes de ureia e amônia, principais matérias-primas dos fertilizantes, para atender ao mercado interno. A indústria nacional produziu 1,11 milhão de toneladas de ureia (626 mil toneladas em unidades da Petrobras) e importou 2,21 milhões de toneladas para atender à demanda.  Já a oferta de amônia, foi de 185 mil toneladas para uma demanda de 505 mil toneladas.
A fábrica de Três Lagoas será abastecida pelo gás natural transportado pelo Gasoduto Bolívia–Brasil (Gasbol) e terá capacidade para produzir 1,21 milhão de toneladas de ureia por ano e 81 mil toneladas de amônia por ano.

Para 2015, quando as quatro novas unidades de fertilizantes estarão em funcionamento, a petrolífera projeta produção de 3,659 milhões de toneladas de ureia diante de uma demanda de 4,076 milhões de toneladas. A oferta de amônia chegará a 782 mil toneladas por ano, atingindo a autossuficiência desse produto no País.

A diretora da Petrobras, Graça Foster, afirmou, conforme nota da estatal, que a instalação de novas fábricas de fertilizantes no Brasil é possível porque o País tem infraestrutura gasífera robusta e oferta de gás natural nacional assegurada.

No encontro entre diretores da Petrobras e o governador André Puccinelli (PMDB), na última terça-feira, no Rio de Janeiro, ficou acertado que a Prefeitura de Três Lagoas providenciará desmembramento da escritura do terreno onde a fábrica será construída e o Governo do Estado trabalhará nas licenças ambientais necessárias à construção.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CRISE NO GOVERNO

Contra crise, Bolsonaro pede que equipe trate Bebianno como 'página virada'

FUTEBOL 2019

Elenco do Fluminense faz greve e não treina em protesto por falta de salários

BRASIL

Pacote anticrime não atrapalha andamento da reforma da Previdência, diz Moro

CRISE NO GOVERNO

Exonerado, Bebianno retira foto com Bolsonaro em rede social

Mais Lidas