Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

FALTA DE HIGIENE

Fábrica de geléia é interditada em Campo Grande

12 MAI 2011Por danúbia burema/rosana siqueira13h:59

Uma fábrica de geleia de mocotó foi interditada hoje pela manhã, pela Vigilância Sanitária municipal no Jardim Canadá, por funcionar sem registro e condições mínimas de higiene. Além destas irregularidades, a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes nas Relações de Consumo (Decon) verificou que o produto era introduzido no mercado sem comprovação de registro municipal, estadual e federal o imóvel utilizado como fábrica não oferecia condições de segurança. Uma caldeira, que seria utilizada para a fabricação da geleia, era operada sem que o responsável tivesse autorização nem treinamento para a atividade; além disso, o equipamento estava situado a apenas um metro do muro de divisa com o imóvel vizinho e dentro de um terreno de esquina, o que é proibido pela legislação.
A Polícia Civil chegou até a fábrica clandestina após ser comunicada pela Vigilância Sanitária, que havia vistoriado o local pela última vez em 2009 e desde então, enfrentava dificuldades para retomar a inspeção do imóvel. Durante o flagrante, foram recolhidos diversos potes do produto (a quantia ainda será pesada pela Vigilância Sanitária), além de mocotó in natura, 24 pés de boi e tambores contendo óleo fabricado com o produto. Os proprietários vão responder a inquérito por crime contra as relações de consumo, exercício ilegal de atividade e/ou profissão e crime ambiental.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também