sexta, 20 de julho de 2018

EMPREGO

Fábrica de fertilizantes vai gerar 5 mil vagas de trabalho só na obra

16 NOV 2010Por Rosana Siqueira/Adriana Molina14h:21

Somente na fase de construção a fábrica de fertilizantes da Petrobras vai gerar 5 mil empregos. No funcionamento serão mais 500. A inauguração da fábrica de fertilizantes da Petrobrás que deve se instalar no município de Três Lagoas, prevista para setembro de 2014, poderá ser antecipada em seis meses. As afirmações foram feitas hoje pela manhã pelo governador André Puccinelli, durante a entrega da licença prévia ambiental para a obra.O governador André reafirmou o compromisso com a legislação ambiental e reforçou o apoio do governo do Estado para a vinda da fábrica. O investimento estimado no empreendimento da Petrobras é de US$ 2,2 bilhões, com a produção de 1,3 milhão de toneladas de amônia e uréia por ano. .

A terrapelangem dos 556 hectares da área onde será implantada a indústria, deve começar em abril de 2011.“Se depender do governo do Estado, através da Secretaria de Meio Ambiente e Imasul, todos os procedimentos inerentes à nossa parte, nós os concluiremos a tempo. E se a Petrobrás entender que há a necessidade de antecipar o prazo, nós já lhes dissemos que anteciparemos as licenças de conformidade com o rigor da legislação”, afirmou o governador André, que também apresentou a disponibilidade do Estado em ceder mais terrenos à Petrobrás para uma possível duplicação da fábrica.

De acordo com o governador André, o impacto ambiental da fábrica de fertilizantes deve ser a menor possível, uma vez que o Estado busca o desenvolvimento sustentável, por isso faz cumprir todas as regras previstas na legislação ambiental. “Queremos um Estado ecologicamente correto. Sem sombra de dúvidas, a fábrica da Petrobrás fará com que nosso Mato Grosso do Sul se projete”, observa. 

Para o gerente executivo de gás, química e liquefação da Petrobrás, Luiz Eduardo Valente, a entrega do documento de licença ambiental é um marco extremamente importante. “Porque é o documento que diz que a princípio nós fomos aceitos pela comunidade e devemos continuar fazendo o trabalho correto para a instalação da fábrica”, diz.

“Essa licença prévia mostra efetivamente que tanto a Petrobrás quanto o Estado desejam uma fábrica em que as condições iniciais, demonstradas no projeto, venham sem causar impacto ambiental negativo. Estas condições estão colocadas e aceitas. Então é o primeiro passo de uma jornada longa. É um atestado de boas vindas e vamos trabalhar bastante para que todos os requisitos sejam cumpridos e dentro do prazo”, reforça Luiz Eduardo Valente.

Licença ambiental

Segundo Carlos Alberto Menezes, secretário de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia (Semac), a aprovação da licença prévia é o primeiro passo para a instalação da fábrica de fertilizantes que agora vai formular o projeto de engenharia que também deve ser aprovado pela Semac. De acordo com o secretário, até março de 2011 a secretaria já deve ter analisado todo o projeto para aprovação legal do Estado.

Leia Também