sexta, 20 de julho de 2018

2013

F-1 pode adotar motores 'ecológicos'

5 DEZ 2010Por Gazeta Esportiva13h:20

A preocupação com a preservação do meio ambiente se tornou uma constante em grandes investimentos, e a Fórmula 1, principal categoria do automobilismo, resolveu fazer o seu máximo para poluir o menos possível em suas milionárias etapas. No próximo dia 10, o Conselho Mundial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) irá se reunir para discutir a adoção de uma mudança nos motores para 2013.

Para diminuir a emissão de gás carbônico, a entidade estuda implementar um turbo aos motores dos carros, que reduziria o uso de combustíveis. Segundo a BBC, a F-1 trocaria seus propulsores V8 de 2,4 litros por motores de quatro cilindros turbo com 1,6 litros. Com isso, a FIA pretende aumentar a eficiência do combustível.

No entanto, a ideia de mais uma mudança não agradou ao dono dos direitos comerciais da F-1, Bernie Ecclestone. Para ele, os novos motores trariam apenas mais custos a já tão cara categoria. Especula-se que a transação gira em torno de R$ 200 milhões.

"Nós temos uma fórmula de motor muito boa. Por que devemos mudar para algo que vá custar milhões e ninguém quer usar, além de permitir que uma montadora tenha uma grande vantagem?", questionou.
 

Leia Também