Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Exportações das indústrias cresceram 50%

18 MAR 10 - 08h:06
Mato Grosso do Sul apresentou crescimento de 50% nas exportações de produtos industrializados em fevereiro deste ano, com relação ao mesmo período do ano passado. Os valores comercializados pelo Estado com o mercado exterior saltaram de US$ 70,3 milhões em 2009 para US$ 105,5 milhões em 2010, conforme levantamento do Radar Industrial da Federação das Indústrias de MS (Fiems), com base nos dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). No acumulado do ano, as receitas obtidas alcançam US$ 188,5 milhões, contra US$ 123,1 milhões em comparação com 2009, revelando acréscimo de 53,1%. Em relação a janeiro deste ano, a expansão nominal foi da ordem de 27%, uma vez que as receitas de exportação de industrializados em janeiro atingiram US$ 82,8 milhões. De acordo com a avaliação do Radar da Fiems, fevereiro de 2010 mantém o comportamento do registrado em janeiro de 2010, consolidando-se como o melhor resultado já obtido para o mês em toda a série histórica da exportação de industrializados em Mato Grosso do Sul. Quanto à participação relativa, em fevereiro as vendas externas de industrializados atingiram a marca de 85% de tudo o que foi exportado pelo Estado em relação a igual período de 2009. Já no acumulado do ano, a participação passa a ser de 88%, indicando crescimento de 16 pontos percentuais sobre o resultado obtido em igual período do ano anterior. Volume A quantidade de produtos industrializados exportados por Mato Grosso do Sul em fevereiro cresceu 166% sobre igual mês do ano passado, subindo de 165 mil toneladas para 439,0 mil toneladas. No acumulado do ano, o volume total alcança 888 mil toneladas, revelando acréscimo de 305% em relação a igual período de 2009, quando foram vendidas ao exterior 219 mil toneladas de produtos industrializados. Produtos O grupo “Carnes e Miudezas/ Cortes, Peças e Carcaças – Complexo Frigorífico” apresentou desempenho crescente sustentado, sobretudo, pela elevação ocorrida nas vendas de carnes desossadas e congeladas de bovinos, proporcionando expansão equivalente a 38% sobre a receita, no comparativo com igual período de 2009, gerando um ganho adicional da ordem de US$ 14,8 milhões ao Estado. Já o grupo “Açúcar e álcool” continua, em 2010, com desempenho semelhante ao do ano anterior, com fortes elevações nas vendas externas. O açúcar de cana apresentou crescimentos tanto em receita quanto em volume, da ordem de 92% e 35%, respectivamente, quando comparados com correspondente intervalo de 2009. No grupo “Papel e celulose, embalagens de papel ou papelão e demais artefatos de papel” o destaque continua por conta da celulose, que foi incorporada à pauta de industrializados no fim do primeiro trimestre de 2009 e que registrou, até o momento, uma receita de exportação equivalente a US$ 5,3 milhões ou 81% da receita total do grupo. E, desde o final de 2009, as vendas de papel fibra começaram a ganhar destaque, alcançando neste ano o equivalente a US$ 739 mil ou 11,2% de toda a receita do grupo.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Previsão indica pancadas de chuva nesta semana em MS
TEMPO

Previsão indica pancadas de chuva nesta semana em MS

Bruna criou perfil na internet para difundir sua paixão pelo chá
AMOR PELO CHÁ

Bruna criou perfil na internet para difundir sua paixão pelo chá

MEDIDA PROVISÓRIA

Senado vota transferência do Coaf para o BC na próxima terça

CLÁUDIO HUMBERTO

“Acho muito razoável [Bolsonaro vetar], acho bem razoável”

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião